Sábado, 23 Janeiro 2021
previous arrow
next arrow
Slider

Mais uma audiência para negociação do principal acordo de reparação da tragédia de Brumadinho (MG) terminou sem consenso. O governo mineiro rejeitou hoje (21) os valores propostos pela mineradora Vale, responsável pelo rompimento da barragem que causou impactos socioambientais em diversos municípios do estado. Após o episódio, que completará dois anos na próxima segunda-feira (25), 259 corpos foram resgatados e 11 pessoas permanecem desaparecidas. A informação é da Agência Brasil.

De acordo com o secretário-geral do governo mineiro, Mateus Simões, não haverá mais audiências. A Vale terá até dia 29 de janeiro para apresentar uma proposta que atenda às expectativas do executivo estadual. Do contrário, o processo que julga a tragédia retomará sua tramitação normal na primeira instância do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) e caberá ao juiz Elton Pupo Nogueira sentenciar os termos da reparação.

"Não vamos nos lançar num leilão para definir o valor desse acordo. Os projetos que foram apresentados somam um valor que é o mínimo necessário para garantir a recomposição dos danos gravíssimos que foram causados. Discutir os valores como se estivéssemos dando lances não será aceito pelo estado", disse Mateus Simões.

O secretário-geral também disse se incomodar com o tom usando pelos representantes da Vale. "Soa como se ela estivesse dando um presente a Minas Gerais", disse. "Que ela entenda que esse acordo será celebrado como o maior acordo da história do Brasil ou a condenação virá como a maior condenação da história do Brasil. Cabe à empresa decidir se ela quer passar para a história como aquela que, reconhecendo o que fez, resolveu reparar os danos ou que, não reconhecendo o que fez, irá esperar ser condenada".

Além de representantes da empresa e do governo de Minas Gerais, as negociações envolvem o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), o Ministério Público Federal (MPF), a Defensoria Pública da União e a Defensoria Pública do estado. Ontem (20), o procurador-geral da República, Augusto Aras, também esteve em Belo Horizonte para discutir o tema e se reuniu o governador Romeu Zema e com representantes das instituições de Justiça envolvidas nas tratativas.

O MPMG divulgou nota dizendo que as negociações estão encerradas. "As instituições não podem abrir mão de que a Vale faça o ressarcimento completo de todo o dano resultante da tragédia, ou seja, reparação integral do meio ambiente, ressarcimento ao Estado e atendimento aos atingidos", diz o texto.

Corridas de cachorros estão proibidas no estado do Rio de Janeiro. O decreto 47.453, publicado terça-feira no Diário Oficial do Estado, foi assinado pelo governador em exercício Cláudio Castro e é uma forma de evitar maus-tratos contra animais, principalmente cães da raça galgo, os mais usados para este tipo de atividade. A decisão foi tomada após reportagem de TV mostrar que a prática está chegando ao Brasil, através do Rio Grande do Sul, após ter sido proibida na Argentina e no Uruguai.

  • Não vamos tolerar este tipo de agressão travestida de esporte no Rio de Janeiro. Os animais são forçados a correr, recebem drogas para aumentar o rendimento e são descartados quando ficam mais velhos ou se machucam. O Governo deve deixar claro que isto não é aceitável, e a medida está inserida em nosso projeto de fazer do Rio de Janeiro uma referência mundial na instituição de políticas públicas em defesa dos animais - afirma o governador em exercício Cláudio Castro.

Aprovada recentemente no Congresso Federal, a Lei 14.064/2020 alterou a Lei de Crimes Ambientais (9.605/1998) aumentando a pena para quem “praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar” cães e gatos, passando dos antigos três meses a um ano de detenção para um período de dois a cinco anos de prisão.

  • A RJPET, que é a Subsecretaria de Proteção e Bem-Estar Animal, trabalha ao lado dos protetores dos animais, ONGs e do Conselho Regional de Medicina Veterinária. Essa união é muito importante para gerarmos políticas públicas - explica o secretário de Agricultura, Marcelo Queiroz, responsável pela estrutura de proteção aos animais no Governo do Estado.

Segundo o Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV-RJ), além de estarem sujeitos a inúmeras lesões, os animais, geralmente, são submetidos a diversos tipos de maus-tratos, como confinamento em recintos estreitos por mais de 20 horas diárias e uso de drogas estimulantes que podem levar ao óbito.

  • Nós do CRMV-RJ somos totalmente contra qualquer ato que provoque dor ou sofrimento ao animal. Inclusive o Conselho Federal tem uma resolução, a 1.236/2018, que define muito bem o que são maus-tratos. E nós enxergamos essas corridas de cães desta forma. Usam estimulantes, hormônios, anabolizantes e outros produtos nos animais - enumera o presidente do CRMV-RJ, Rômulo Spinelli.

O decreto deixa claro que a proibição vale para todo o tipo de corrida com cães, independentemente da raça do animal, havendo aposta ou não.

O vulcão mais dinâmico da Europa entrou em erupção e o fenômeno foi visível na parte leste da Sicília. A intensa atividade vulcânica envolveu as várias crateras da zona do cume e a lava transbordou, cobrindo de vermelho a montanha. A informação é da Agência Brasil.

As encostas do monte Etna, no sul de Itália, foram envoltas em rios e ribeiros de lava que fluíram para o desabitado Valle del Bove.

A fonte de lava que jorrou da cratera sudoeste do Etna atingiu cerca de 2.900 metros acima do nivel médio do mar.

O especialista Boris Behncke disse que a ultima erupção ocorreu há quatro semanas, mantendo-se uma moderada atividade até a noite de dia 18. Esta é a primeira erupção de 2021.

"Foi apenas mais um episódio de fontes e fluxos de lava, como os de 13, 21 e 22 de dezembro de 2020. Breve e espetacular e completamente inofensivo", escreveu no Twitter.

Em algumas cidades próximas, como em Fleri, houve queda de cinzas, mas sem risco para a população.

O Observatório do Etna, do Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia, explicou que a existência de ventos, que sopraram de norte para noroeste, favoreceu a dispersão das cinzas no sentido da costa e do Golfo da Catânia.

As explosões vulcânicas expeliram rochas e lava colorindo o céu, transformando-se num espetáculo para a lente dos apreciadores de vulcões. As imagens tornaram-se virais. A atmosfera límpid, devido ao vento frio proveniente do norte, permitiu a visibilidade desde as montanhas Iblei até às ilhas Eólias.

O Etna é um dos três vulcões ativos em solo italiano. Os outros são o Stromboli, na Ilha Stromboli, e o conhecido Monte Vesúvio, perto de Nápoles.

Um terremoto de magnitude 6.4 na escala Richter foi sentido hoje (19) no noroeste da Argentina, perto da fronteira com o Chile. Algumas áreas ficaram sem eletricidade. As autoridades não anunciaram, até o momento, se houve mortos e feridos. A informação é da Agência Brasil.

Segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), que mede a atividade sísmica em todo o mundo, o epicentro foi registrado 27,6 quilômetros (km) a sudoeste da cidade de Porcito, às 2h46 desta terça-feira em Lisboa, com profundidade de 14 km. Pouco depois, foi registrado um segundo tremor de magnitude 5.

Neste momento quero transmitir calma às famílias. Vamos por em prática todas as medidas que aprendemos para prevenir incidentes, enquanto trabalhamos no impacto do terremoto para colaborar em tudo o que for necessário", disse o governador provincial, Sergio Unac, em mensagem no Twitter.

Rua Ana Nery, 120 - 9º andar
Centro, Barra do Piraí - RJ
CEP 27123-150
Tel.: (24) 2443-1470 (AM)
(24) 2443-1098 (FM)

Boletim Eletrônico

Cadastre-se e fique sabendo da nossa programação em primeira mão!