Quarta, 08 Abril 2020
previous arrow
next arrow
Slider

A Defensoria Pública do Rio obteve nesta segunda-feira (31), junto ao Tribunal de Justiça deste Estado, liminar que torna sem efeito parte do Decreto 47391, assinado no último dia 26 pelo prefeito Marcello Crivella, que flexibilizava as regras de distanciamento social na cidade e permitia o funcionamento de lojas de material de construção e de casas lotéricas. A decisão foi dada horas após o Núcleo de Fazenda e a Coordenação de Saúde e Tutela Coletiva da Defensoria ajuizarem ação civil pública solicitando essas e outras providências.

“A partir do momento em que se permite o funcionamento de atividades essenciais sem estudo científico e análise do real diagnóstico de saúde da população carioca prévios (segundo o próprio prefeito há subnotificação de Covid-19), o Município está colocando em risco a população, uma vez que as diretivas da Organização Mundial de Saúde indicam o isolamento social horizontal como medida mais adequada no trato à pandemia”, destaca o pedido da Defensoria à Justiça.

Além de determinar o fechamento de lojas de material de construção e de lotéricas, a decisão judicial determina que o Município do Rio se abstenha de baixar qualquer ato administrativo que vá contra o que preconiza a OMS, a menos que disponha de estudo cientifico capaz de contrariar o que pregam os especialistas internacionais. A Prefeitura do Rio também está obrigada a não mais veicular informações, diretrizes ou orientações a população carioca, inclusive em mídias sociais, que disseminem informações dissonantes com o que dizem os cientistas e médicos.

Em 24 horas, o Município do Rio deve ainda divulgar mensagem negando que os jovens devam voltar as suas atividades rotineiras e que o isolamento vertical (que seria restrito apenas a maiores de 60 anos) basta para conter a pandemia. O descumprimento das medidas judiciais implicará multa de R$ 10 mil, imposta pessoalmente ao prefeito Crivella.

O juiz, ao acolher a demanda, ressaltou que “um eventual problema que possa ocorrer com a situação econômica, por pior que seja, poderá ser contornado a médio ou longo prazo, o que não ocorrerá se o caos na saúde anunciado ocorrer e, de fato, milhares de pessoas forem infectadas com a Covid-19 e, em um quadro ainda pior, milhares de pessoas vierem a morrer como decorrência da infecção”.

"Qualquer intervenção em saúde pública, mínima que seja, depende de estudo do diagnóstico da saúde e planejamento prévios com base em evidências científicas. Com maior razão, em situação de emergência em saúde pública. Não se pode admitir que, em uma situação de pandemia grave, em todas as evidências científicas nacionais e internacionais apontam para a necessidade de rígidas medidas de isolamento e distanciamento social, o Município do Rio caminhe em sentido contrário e incite a população carioca a colocar sua própria vida em risco. O Estado surgiu para proteger e não arriscar a vida de seus cidadãos", afirma a coordenadora de Saúde e Tutela Coletiva, Thaisa Guerreiro.

Carro e moto batem de frente no km 235, na altura do bairro Santa Amália. Motociclista foi socorrido pelo Samu e encaminhado para o Hospital Universitário (Foto: Reprodução)

Na tarde desta terça-feira (31), uma colisão frontal entre uma moto e um carro deixou um rapaz com ferimentos graves. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, a batida aconteceu no km 235 da BR-393, a Rodovia Lúcio Meira, na altura do bairro Santa Amália, em Vassouras.

Ainda de acordo com a PRF, o homem, que não se sabe ainda se estava pilotando ou na garupa da moto, foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhado para o Hospital Universitário de Vassouras em estado grave.

O motorista do automóvel, que tem 44 anos, não se feriu. A PRF informou que o trânsito no local chegou a ficar lento por conta do acidente, mas foi totalmente normalizado uma hora depois.

O Sul Fluminense registrou quatro infecções por Coronavírus, sendo três casos em Barra Mansa e um em Pinheiral (sendo o primeiro registro desta). Segundo o prefeito de Barra Mansa, Rodrigo Drable, já são seis casos na cidade, sendo que estes pacientes são um médico, de 32 anos, uma idosa de 73 e um estudante de 20. As infecções ainda não foram contabilizadas pela Secretaria Estadual de Saúde; entretanto, Drable falou sobre os casos em uma rede social.

De acordo com ele, o médico, que já está em isolamento, trabalha em outra cidade. A idosa teve contato com um familiar do noroeste do estado do Rio de Janeiro, que estava infectado com o coronavírus. O jovem trabalha e estuda em uma cidade que, conforme o post do prefeito de Barra Mansa, tem alto índice de contaminação.

Barra Mansa registrou o primeiro caso de Crornavírus no estado do Rio de Janeiro. A paciente, uma mulher de 27 anos que viera recentemente da Itália à época do contágio, já está curada.

Em Pinheiral

O primeiro caso de coronavírus em Pinheiral foi confirmado pela Secretaria Municipal de Saúde e pelo prefeito Ednardo Barbosa, embora ainda não contabilizado pela pasta estadual. A paciente seria uma mulher que trabalha em Volta Redonda e já está em isolamento em um hospital particular. De acordo com Ednardo, o coronavírus foi atestado em laboratório particular e, neste momento, falta a contraprova, realizada no Laboratório Central Noel Nutels (Lacen). Outros quatro casos suspeitos também terão seus exames encaminhados, relata o prefeito.

 

O hospital de campanha montado no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, pode começar a receber pacientes diagnosticados com a Covid-19 nesta sexta-feira. A estrutura hospitalar está erguida desde a última semana; entretanto, os equipamentos necessários ao atendimento começam a chegar nos próximos dias. 

 As instalações foram levantadas como medida preventiva, para suprir demandas em caso de lotação de hospitais públicos. São disponibilizados 114 leitos para casos de média complexidade.

Rua Ana Nery, 120 - 9º andar
Centro, Barra do Piraí - RJ
CEP 27123-150
Tel.: (24) 2443-1470 (AM)
(24) 2443-1098 (FM)

Boletim Eletrônico

Cadastre-se e fique sabendo da nossa programação em primeira mão!