Domingo, 16 Dezembro 2018
previous arrow
next arrow
Slider

O Governo do Estado do Rio de Janeiro lançou, nesta segunda-feira (03/12), o Mapa Rio Metropolitano de Transportes. A ferramenta, instituída através da Resolução 1.328, de 27 de novembro de 2018, tem o objetivo de padronizar a visualização de todos os serviços de transportes de alta e média capacidades e as respectivas integrações disponíveis aos usuários.

Com a iniciativa, torna-se obrigatória a exposição do Mapa em local visível (assim como de seu respectivo selo com QR Code) em todos os modais de transporte público, estações e terminais rodoviários sob competência do Estado. Além disso, esses elementos também deverão estar presentes nos pontos de parada e materiais de comunicação e divulgação dos concessionários e permissionários de transporte público.

– Estamos acostumados a utilizar mapas semelhantes em todo o mundo, mas não contávamos com um no Rio de Janeiro. Disponibilizar a rede estrutural de transportes de uma maneira padronizada é uma forma de aprimorar a mobilidade dos usuários e promover a integração entre todos os modais. A ideia é ampliar ainda mais o leque para que futuramente sejam lançados outros mapas, como um voltado exclusivamente para acessibilidade e um turístico – explicou o secretário de Transportes, Rodrigo Vieira.

O secretário da Casa Civil, Sérgio Pimentel, também ressaltou a importância do lançamento, que reforça todo o trabalho desenvolvido na área de transportes.

– Esta é uma iniciativa que precisava ser tomada. Cabe a nós, como Estado, compilar e divulgar essas informações para fazermos um papel de facilitador e de informador da população em relação aos serviços públicos que são disponibilizados. Quem já andou pelas principais cidades do mundo sabe que quanto melhor for um mapa de transporte, mais fácil é a vida do turista. Essa é uma iniciativa de transição fundamental. É um legado do que foi feito – disse Sérgio Pimentel.

O prazo para adequação é de 30 dias, que começou a contar nesta segunda-feira. Os modais municipais também poderão disponibilizar esse conteúdo em seus respectivos sistemas de transporte e materiais de divulgação, o que facilitará ainda mais a mobilidade do cidadão fluminense. Além disso, todo o conteúdo poderá ser divulgado livremente em publicações.

A Favo de Mel, unidade da Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec), é a primeira escola pública do Brasil a receber Certificação de Sustentabilidade WTS. O prêmio foi concedido pelo trabalho da instituição em preparar e mediar jovens com deficiência intelectual no mercado de trabalho. O objetivo da certificação é a valorização de organizações que possuem a cultura da sustentabilidade, do cuidado com as pessoas e do impacto na sociedade. "A nossa missão é oferecer uma educação de qualidade para esses jovens, por meio de práticas inovadoras, e com vista à transição para a vida adulta. Temos nos esforçado para individualizar o ensino, de acordo com as particularidades de cada aluno, por meio de um planejamento coletivo e colaborativo entre os profissionais, na perspectiva de práticas inclusivas", disse a diretora da escola, Marcia Macedo.

 O processo de escolha da unidade começou há três anos. Os representantes da WTS visitaram a escola, conheceram o projeto pedagógico e realizaram entrevista com direção, professores, funcionários, alunos e familiares. Os requisitos foram analisados por uma comissão formada por especialistas da instituição na Noruega, Alemanha, Finlândia, Portugal e Japão.

Vocação

A Favo de Mel cumpre entre 90 e 100% dos critérios para receber o prêmio-certificação. Para a WTS, alunos se descobrem em sua vocação profissional, são incluídos na sociedade com mais respeito e seus pais recebem apoio e são acolhidos durante todo o processo. O papel de formar líderes da própria vida é desenvolvido em sua capacidade plena na unidade. "É uma alegria reconhecer aquilo que uma escola pública realiza tão bem e ainda pode exportar para mundo: uma forma de incluir integralmente pessoas na comunidade. É a sua contribuição para uma sociedade mais humanizada e bonita. Essa mudança de cultura é uma esperança para todos nós", destacou Dell Delambre, presidente da instituição.

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações autorizou o início do processo de desligamento do sinal analógico nas 24 cidades da área de cobertura na Região Sul Fluminense. Ele foi iniciado às 23h59 dessa quarta-feira (28) e será concluído no dia 12 de dezembro.

Os moradores que ainda não fizeram a conversão para o sinal digital terão até o desligamento para instalar o kit no televisor ou ficarão sem acesso à TV aberta.

As famílias beneficiárias de programas sociais federais, como Bolsa Família e Minha Casa Minha Vida, por exemplo, têm direito a receber um kit gratuitamente. Elas podem agendar a retirada dos equipamentos em um dos pontos disponibilizados pela Seja Digital. Todas as dúvidas devem ser tiradas através do número 147.

Quem não faz parte da lista de beneficiários consegue comprar o kit em lojas de materiais de construção e produtos eletrônicos.

No dia 3 de dezembro, o Sebrae Rio promove o encerramento da capacitação dos professores da rede publica de Rio Claro no programa Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP). Vinte e dois professores de 10 escolas do 1º e 2º segmentos do Ensino Fundamental do município foram capacitados. O programa terá início nas escolas no ano letivo de 2019 e vai envolver cerca de mil alunos.

O JEPP capacita professores do primeiro e segundo segmentos do Ensino Fundamental (1º ao 9º ano) com noções sobre teoria e prática de empreendedorismo para que possam estimular o espírito empreendedor de seus alunos. A analista do Sebrae Rio, Fabiana Ramos, explica que o programa não tem qualquer custo para a Prefeitura, que assinou um termo de adesão com o Sebrae Rio, prevendo a cessão de material didático, consultoria e a capacitação de 25 a 30 professores por escola. O encerramento será realizado a partir das 9h no Centro Municipal de Ensino São José (Rod. Saturnino Braga, 10501 - Guarita, Rio Claro.

O JEPP faz parte do Programa Nacional de Educação Empreendedora do Sebrae e pode ser desenvolvido em escolas públicas e privadas. A metodologia envolve professores, alunos e a direção das escolas utilizando recursos lúdicos como ferramentas de envolvimento e fixação de conceitos. Serão desenvolvidas oficinas com o objetivo de gerar interesse sobre o mundo dos negócios, ensinando aos alunos como dar os primeiros passos rumo ao sucesso em sua vida profissional futura. Tudo adequado para cada série e faixa etária. O conteúdo das oficinas abrangem temas específicos, uma para cada ano do Ensino Fundamental: O Mundo das Ervas Aromáticas (1º ano); Temperos Naturais (2º ano); Oficina de Brinquedos Ecológicos (3º ano); Locadora de Produtos (4º ano ); Sabores e Cores (5º ano); Eco Papelaria (6º ano); Artesanato Sustentável (7º ano); Empreendedorismo Social (8º ano); e Novas Ideias, Grandes Negócios (9º ano), quando os alunos aprendem a fazer um Plano de Negócios.

As escolas interessadas em participar do Programa podem entrar em contato com o Sebrae em Volta Redonda - Rua Paulo de Frontin 463, no Aterrado, pelos telefones 0800 570 0800/ (24) 3346-4323 / 3347-5845 ou ainda pelo email : Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. .

Rua Ana Nery, 120 - 9º andar
Centro, Barra do Piraí - RJ
CEP 27123-150
Tel.: (24) 2443-1470 (AM)
(24) 2443-1098 (FM)

Boletim Eletrônico

Cadastre-se e fique sabendo da nossa programação em primeira mão!