Quinta, 09 Abril 2020
previous arrow
next arrow
Slider

Durante a paralisação das escolas por, pelo menos, 15 dias, a necessidade de crianças carentes aumentou, principalmente em alimentação. Organização ajuda cerca de 100 crianças de comunidades carentes (Foto: A. Rede)

Durante a paralisação das escolas por 15 dias, previamente, a ONG A. Rede, criada em Barra do Piraí por pessoas dos mais variados perfis, estará recebendo doações de alimentos para aproximadamente 52 famílias carentes de nossa cidade.

Nossa reportagem conversou com Dani Pedroza, uma das diretoras do projeto, que explicou detalhes sobre a organização. “Todos nós que fazemos parte, não temos retorno financeiro nenhum, não somos assalariados e a ONG não possui ligação nenhuma com partidos políticos. Nosso objetivo é formar uma verdadeira rede de proteção e apoio às crianças e aos adolescentes moradores de comunidades de Barra do Piraí”, declarou.

De acordo com a diretora, atualmente A. Rede atende aproximadamente 100 crianças e adolescentes em duas comunidades, Asa Branca e Chácara (Lago Azul), oferecendo escolinhas de música, reforço escolar, educação física, yoga, kickboxing, dança e culinária, além de realizarem acompanhamento social efetivo e regular de cada um dos atendidos; atendimento médico e odontológico; oferece um grupo de preparação para Jovem Aprendiz e realizam cursos profissionalizantes para as mães e avós das crianças.

– Para que isso seja possível, contamos com parcerias, voluntários e apoiadores. Não recebemos nenhum dinheiro público. Acreditamos que a educação, a cultura, o esporte e a arte podem ser instrumentos potentes de cidadania e integração social, além de importantes ferramentas na construção de uma sociedade mais justa e igualitária – explicou Dani Pedroza.

Ajude a ONG A. Rede através dos contatos abaixo

Instagram: @a._rede

Facebook: A. Rede

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Whatsapp: (24) 99909-1961

O instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou comunicado informando que, em virtude da pandemia do Coronavírus e considerando as orientações do Ministério da Saúde, o Censo foi adiado para 2021. Segunda a nota, a decisão leva em consideração a natureza de coleta da pesquisa, domiciliar e predominantemente presencial, com estimativa de visitas de mais de 180 mil recenseadores a cerca de 71 milhões de domicílios em todo o território nacional. Considera, do mesmo modo, a impossibilidade de realização, em tempo hábil, de toda a cadeia de treinamentos para a operação censitária, cuja primeira etapa se iniciaria em abril de 2020, de forma centralizada, e posteriormente replicada em polos regionais e locais até o mês de julho.

Para a realização da operação censitária em 2021, o IBGE estabeleceu formalmente com o Ministério da Saúde o compromisso de realocar o orçamento do Censo 2020 em prol das ações de enfrentamento ao coronavírus, mantidas por aquele Ministério. Em contrapartida, no próximo ano, o Ministério da Saúde realocará orçamento no mesmo montante com vistas a assegurar a realização do Censo pelo IBGE.

De modo a contemplar a data de referência dos últimos Censos realizados no Brasil, o próximo Censo Demográfico terá como data de referência o dia 31 de julho de 2021, com coleta de dados prevista entre 1º de agosto e 31 de outubro de 2021.

O processo seletivo para contratação de recenseadores e supervisores está suspenso. Candidatos que já efetuaram pagamento de inscrição serão reembolsados conforme orientações a serem publicadas nos próximos dias.

Mais uma vez, notícia falsa de suposto infectado com Covid-19 é espalhada através de áudio no whatsapp, causando pânico desnecessário à população. Santa Casa emite nota oficial (Foto: Reprodução)

Mais uma vez, uma notícia falsa causa pânico desnecessário e atrapalha os órgãos oficiais de divulgarem informações corretas sobre o avanço do novo coronavírus em Barra do Piraí e região. Nesta terça-feira (17), um áudio viralizou pelo whatsapp espalhando a informação de que há um caso confirmado de paciente infectado pelo Covid-19, no Hospital Santa Casa de Barra do Piraí. Mais uma vez, trata-se de um boato espalhado por um desconhecido, sem a utilização de fontes oficiais.

A direção do hospital emitiu uma nota negando que haja casos confirmados na unidade. Atualmente, são dois casos suspeitos, com seus exames em espera. De acordo com a nota, “eventuais noticias e postagens em sentido contrário não representam a realidade dos fatos e não contribuem com o funcionamento de nossas atividades.”

Tenha responsabilidade ao compartilhar uma notícia

Pedimos à população que tenha a atenção quanto a essas postagens nas redes sociais e que demonstram o descuido com à todos os barrenses. Procure se informar através dos órgãos oficiais e portais de notícias confiáveis. Áudios e notas escritas sem fontes, links com sites sérios, não devem ser compartilhados antes de confirmados. Mais do que um crime, espalhar “Fake News” nesse momento de alerta causa pânico nas pessoas, que já estão preocupadas com o avanço dessa doença no mundo.

Nesta segunda-feira, 16, o governador do Estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, decretou estado de Emergência por conta do novo Coronavirus (Covid-19). Assim, estabelecimentos comerciais devem ser fechados ou funcionar em capacidade reduzida. A orientação visa conter a proliferação da doença. De acordo com o decreto, bares e restaurantes devem funcionar com a terça parte de mesas, priorizando serviços de delivery. Shoppings vão ficar abertos em um turno, e apenas as praças de alimentação vão funcionar (lojas devem ficar fechadas). 

"É para se adequar imediatamente. Crianças estão em casa. Trabalhadores e também empresários têm que fazer o home-office. Tem que reduzir sensivelmente a presença nas ruas", declarou Witzel em entrevista coletiva. O apelo foi endossado pelo secretário estadual de Saúde, Edmar Santos. Ele lembrou que há um paciente que, embora tenha apresentado leve melhora, está internado em estado grave na rede privada do Rio de Janeiro.

Obedecendo a decreto estadual, universidades e escolas estão com as atividades paralisadas por 15 dias, antecipando o recesso de julho. Na Saúde, a prioridade é para tratamentos e cirurgias emergenciais, e os procedimentos eletivos foram suspensos por tempo indeterminado. Eventos culturais têm a recomendação de serem cancelados, evitando algomerações. 

Segundo a Associação de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro, por ora, o abastecimento dos estabelecimentos está dentro da normalidade; assim, não há necessidade de preocupação quanto a estocar produtos. Ainda não estão previstas alterações acerca de linhas municipais. 

Em Barra do Piraí

A partir desta terça-feira, 17, começa a valer a paralisação dos estabelecimentos de ensino. Na última semana, foi criado um gabinete municipal de combate ao Coronavírus, com a intenção é montar um protocolo assistencial perante o risco iminente de epidemia, direcionar a população quanto ao contágio e as medidas.

 

 

Rua Ana Nery, 120 - 9º andar
Centro, Barra do Piraí - RJ
CEP 27123-150
Tel.: (24) 2443-1470 (AM)
(24) 2443-1098 (FM)

Boletim Eletrônico

Cadastre-se e fique sabendo da nossa programação em primeira mão!