Domingo, 22 Setembro 2019
previous arrow
next arrow
Slider

Sul Fluminense – De acordo com informações de agentes da Polícia Rodoviária Federal, terminou em impasse a reunião que caminhoneiros parados nas estradas da região fizeram ao meio dia desta segunda-feira (28). Com isso, o movimento de greve segue ativo no Sul Fluminense. A decisão dos grevistas foi tomada mesmo depois de o governo ter anunciado algumas medidas para tentar acabar com a manifestação.

Os caminhoneiros alegaram, segundo a PRF, que não foram atendidos em suas reivindicações.

Esta segunda-feira marca o oitavo dia de greve dos caminhoneiros com as ruas das cidades praticamente vazias. O movimento de carros é muito inferior ao registrado em dias comuns. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, a movimentação dos grevistas, nas principais rodovias da região, continua sendo a mesma dos dias anteriores, mas contando agora com a presença de militares do exército, fazendo um patrulhamento nos locais.

Volta Redonda – Em função da greve dos caminhoneiros, o Centro Universitário Geraldo Di Biase (UGB/Ferp), decidiu suspender as atividades, nesta sexta-feira (25), no período noturno. Neste sábado (26), a universidade também ficará fechada, suspendendo, inclusive as aulas dos cursos de graduação e pós-graduação. O Centro Universitário volta a funcionar normalmente, na segunda-feira (28).

Em nota enviada à Imprensa, a universidade informou que está acompanhado atentamente o movimento de greve e repercussões, principalmente, no que tange ao transporte público e abastecimento de combustível na região. A diretoria da universidade ressaltou que “manteve as atividades normais, até o momento, em respeito aos alunos”.  A nota diz ainda que a universidade aguardou a decisão do governo prevista para  quinta-feira à noite sobre o assunto.

Sul Fluminense – Os caminhoneiros continuam concentrados em diversos pontos das principais rodovias federais da Região Sul Fluminense. Segundo a Polícia Rodoviária Federal integrantes do movimento informaram que a paralisação continua, embora os governos federal e estadual, tenham anunciado acordo pelo fim da greve, nesta quinta-feira (24).

Na BR-393 (Lúcio Meira) manifestantes continuam mobilizados nos seguintes pontos: em Paraíba do Sul, no km 182, veículos de carga estacionados em postos de gasolina e faixa de domínio. Trânsito de outros veículos fluindo. Em Volta Redonda, no Sul Fluminense, no km 281, veículos de carga estacionados em postos de gasolina e faixa de domínio. Trânsito de outros veículos fluindo.  Em Barra do Piraí, no Sul Fluminense, no km 247, veículos de carga estacionados em postos de gasolina e faixa de domínio. Trânsito de outros veículos fluindo.

Dutra – BR 116

Em Seropédica, na Região Metropolitana, no km 204/206, presença de manifestantes no acostamento, em ambos os sentidos. Não há interdição de faixa. Em Barra Mansa, no Sul Fluminense, no km 268/269, presença de manifestantes no acostamento, sentido São Paulo. Trânsito fluindo normalmente. Ainda em Barra Mansa, no km 276/278, presença de manifestantes no acostamento, sentido Rio. Trânsito fluindo normalmente.

O governador Luiz Fernando Pezão anunciou nesta quinta-feira, 24. a redução da alíquota do ICMS do diesel no Estado do Rio para 12%, igualando com a alíquota praticada no Estado de São Paulo. O anúncio foi feito em reunião com representantes das transportadoras de combustível  e do Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas do Estado do Rio (Sindcargas), no Palácio Guanabara.

  Antes do anúncio do acordo nacional pelo governo federal, os caminhoneiros fluminenses já haviam se comprometido, na reunião, a suspender o movimento no Estado amanhã (25) e no sábado. O presidente da Alerj, André Ceciliano, também participou do encontro.

  “Estou atendendo um apelo antigo dessa categoria de trabalhadores e dentro das possibilidades das nossas finanças. Estávamos perdendo muito embarque de combustíveis para São Paulo, com a alíquota diferenciada. A redução será feita por decreto que será publicado no Diário Oficial de segunda-feira”, disse o governador Pezão.

  O presidente da Alerj considerou o acordo uma conquista para o Estado. “Foi uma grande conquista para o Estado do Rio. Fizemos a intermediação para que o governo reduzisse o ICMS sobre o diesel. Com isso, vamos ter uma normalização dos serviços de transportes fluminenses”, disse Ceciliano. 

Rua Ana Nery, 120 - 9º andar
Centro, Barra do Piraí - RJ
CEP 27123-150
Tel.: (24) 2443-1470 (AM)
(24) 2443-1098 (FM)

Boletim Eletrônico

Cadastre-se e fique sabendo da nossa programação em primeira mão!