Quarta, 20 Março 2019
previous arrow
next arrow
Slider

A secretaria municipal de Saúde informou através das redes sociais que amanhã (16) será o “Dia D” de combate ao mosquito Aedes Aegypti em Barra do Piraí. A campanha “Vamos tirar o mosquito de dentro de nosso quintal” tem como objetivo a prevenção da Dengue, Chikungunya e Zika.

Será realizada na Praça Nilo Peçanha, Centro, e no distrito da Califórnia, uma grande ação de conscientização, educação e promoção da saúde. Até o momento, segundo dados da própria secretaria de Saúde, Barra do Piraí teve 14 notificações de casos suspeitos de Dengue e cinco de Chikungunya em 2019.

A ação é organizada e promovida pela secretaria municipal de Saúde, através do setor de Vigilância em Saúde, de Barra do Piraí.

Foto: Reprodução

Ouvintes da Rádio Barra do Piraí AM fizeram reclamações para o nosso whatsapp (24) 99284-6244, em relação à marcação de consultas no site da prefeitura de Barra do Piraí, especificamente no acesso à área da saúde da mulher, onde, segundo os relatos, a dificuldade é maior.

Nossa equipe de reportagem fez contato com a coordenadora da Saúde da Mulher de Barra do Piraí, Monique Milward, que fez questão de esclarecer a todas as dúvidas passadas pelos ouvintes. Segundo informações da coordenadora, para agendar consultas, basta acessar o espaço da Saúde da Mulher no site da prefeitura (barradopirai.rj.gov.br) entre segunda e quinta-feira, a partir das 8h. O agendamento funciona até esgotarem as vagas diárias, retornando apenas no dia seguinte.

De acordo com Monique, em média, são marcadas 160 consultas com os ginecologistas disponíveis através do site, ou por telefone no número 2443-1737, apenas às quintas-feiras, a partir das 12h, dando prioridade às senhoras que não possuem acesso à internet.

Passo a passo: aprenda a agendar através do site 

Através dos ‘prints’ abaixo, Monique Milward nos mostrou como é simples todo o processo de agendamento através do site.

Segundo a coordenadora, primeira é preciso abrir o site da prefeitura e clicar no ‘link’ rosa, que dará acesso à área da Saúde da Mulher, onde serão requisitados alguns dados para cadastro. Após colocar todos esses dados, são necessários observar na ‘Data de Consulta’ se há médicos disponíveis no dia e selecionar o de sua preferência. Se essa barra estiver vazia, infelizmente as vagas do dia já foram ocupadas, só podendo retornar para o agendamento no dia seguinte.

01

02

03

04

Imagens: Reprodução Site PMBP

 

A ouvinte Sandra, moradora do bairro Coimbra, em Barra do Piraí, mandou uma reclamação através do whatsapp da Rádio Barra do Piraí AM (24) 99284-6244, em relação ao processo de encaminhamento de exames pela secretaria de Saúde de Barra do Piraí.

Segundo a ouvinte, ela tinha agendado um exame nessa semana, às 13h, em uma clínica em Volta Redonda, porém a condução disponibilizada pela secretaria saiu muito cedo da cidade, por volta das 6h. Em todo esse tempo, ela não se alimentou e nem se hidratou, e no momento da realização do exame, percebeu que foi encaminhada para um ultrassom simples, quando na verdade precisava do exame com doppler.

Nossa equipe de reportagem fez contato com o secretário de Saúde, Juberto Folena Júnior, que solicitou a presença da ouvinte na secretaria para apurar e responsabilizar os culpados pela, segundo ele, “falha de logística e atendimento”. O secretário prometeu cobrar os envolvidos e que, em sua gestão, não há tolerância para descasos com a população.

Atualização: 24/01/2019 - 9h45

O secretário de saúde de Barra do Piraí, Juberto Folena Júnior, nos enviou nessa manhã (24) algumas imagens (entre elas, um diagnóstico que não publicaremos por se tratar de um resultado particular de exame) que, segundo ele, prova que a senhora Sandra Maria de Paula Dias, ouvinte moradora do bairro Coimbra, em Barra do Piraí, fez a ultrassom com doppler solicitado por ela. A ouvinte fez uma reclamação na última terça-feira (22), uma reclamação através do whatsapp da Rádio Barra do Piraí AM (24) 99284-6244, afirmando ter feito uma ultrassom comum, sem doppler, como foi solicitado por ela, além da logística desgastante para a realização do exame, em Volta Redonda.

01

02

Imagens cedidas pelo secretário de saúde de Barra do Piraí, Juberto Folena Júnior

O tamanho das porções de comida servidas em restaurantes populares contribui para o aumento da obesidade. A conclusão é de um estudo que pesou e mediu o valor calórico de uma refeição completa, em cinco países: Brasil, China, Finlândia, Gana e Índia. Excetuando a refeição chinesa, o volume calórico por prato feito (PF), como se diz no Brasil, chega a ser, em média, 33% maior do que a de um lanche de fast food (comida rápida). O consumo das porções servidas em restaurante populares fornece entre 70% e 120% das necessidades calóricas diárias para uma mulher sedentária, cerca de 2 mil quilocalorias (kcal). As informações são da Agência Brasil.

“Os profissionais da área da saúde que lidam com pessoas obesas estão muito preocupados em orientar a população para não comer fast food, mas, na hora que vai ver a refeição completa, ela também está exagerada”, afirma a pesquisadora brasileira Vivian Suen, do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP).

O trabalho, coordenado pela Tufts University e com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), foi publicado no British Medical Journal.

Na média, os fast foods ofereciam refeições com 809 calorias, enquanto as servidas à la carte (que constam do cardápio), 1.317 kcal. A pesquisadora alerta que o resultado não indica que o fast food é uma refeição mais saudável, pois não foi analisado cada nutriente, mas chama a atenção para o PF, que poderia ser uma refeição equilibrada e que, na verdade, está contribuindo para o ganho de peso.

Rua Ana Nery, 120 - 9º andar
Centro, Barra do Piraí - RJ
CEP 27123-150
Tel.: (24) 2443-1470 (AM)
(24) 2443-1098 (FM)

Boletim Eletrônico

Cadastre-se e fique sabendo da nossa programação em primeira mão!