Quinta, 22 Abril 2021
previous arrow
next arrow
Slider

Cerca de 300 cidades pelo país estão na mira do Ministério Público Federal (MPF) devido à cobertura vacinal. Os prefeitos estão sendo oficiados para adotarem as medidas necessárias que assegurem a vacinação adequada às crianças. Dados do Ministério da Saúde indicam que, em média, a cobertura vacinal destas cidades  está em cerca de 50%, haja vista que o preconizado pela pasta é de 95%, seguindo a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). As informações são da Agência Brasil

Para assegurar que as crianças recebam as doses, medidas como a ampliação do atendimento ao público e rigor no cumprimento ao calendário de vacinação. Devem ser adotadas ainda medidas para que profissionais da atenção básica – inclusive agentes comunitários de saúde – façam busca ativa de crianças de sua área de abrangência que não estejam com a caderneta de vacinação em dia.  

A prefeitura municipal entregou ontem (10) uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) móvel neonatal que ficará a disposição do Hospital Maternidade Maria de Nazaré, em Barra do Piraí.  De acordo com o prefeito Mário Esteves, essa UTI é a primeira de uma frota que ele ainda pretende disponibilizar para o hospital.

A chegada de uma ambulância neonatal era uma necessidade antiga da população barrense, que em situações emergenciais não tinha o suporte necessário, tendo que esperar até três horas para que o socorro especializado chegasse. O veículo, efetuado por contrato com a Secretaria de Saúde, é equipado com todos os mecanismos necessários a evitar maiores complicações às gestantes ou bebês puerperais, no que tange ao transporte a outras cidades.

uti 1

O surgimento de casos de Sarampo no estado do Rio de Janeiro (o que não acontece desde 2000), em investigação na secretaria de Estado de Saúde, a baixa adesão à campanha contra a Gripe e a Poliomielite causam preocupação entre especialistas com o fenômeno das fake news. O Ministério da Saúde emitiu ainda um alerta para evitar o retorno de doenças erradicadas no país, como a própria Pólio.

"Os boatos têm esse poder de assustar e acabam se tornando virais, já que muitas pessoas compartilham acreditando na veracidade da informação. Inúmeras fake news sobre a vacinação infantil foram espalhadas, mas vale ressaltar que a proteção nos recém-nascidos é indispensável, pois estimula o corpo do bebê a produzir respostas imunológicas protegendo-os de determinadas doenças", explica, em nota, o médico infectologista Alberto Chebabo.

Um boato que  surgiu no Reino Unido vem sendo espalhado ao longo de pelo menos 20 anos seria de que a chamada Tríplice Viral,dose que protege contra Sarampo, Caxumba e Rubéola, supostamente "causaria" autismo, o que o Conselho Geral de Medicina daquele local vem aferindo ser falso.

Rua Ana Nery, 120 - 9º andar
Centro, Barra do Piraí - RJ
CEP 27123-150
Tel.: (24) 2443-1470 (AM)
(24) 2443-1098 (FM)

Boletim Eletrônico

Cadastre-se e fique sabendo da nossa programação em primeira mão!