Sexta, 10 Julho 2020
previous arrow
next arrow
Slider

Termina hoje (8) a segunda fase da Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe. De acordo com o último levantamento, divulgado pelo Ministério da Saúde na quarta-feira (6), o percentual de pessoas vacinadas foi bem abaixo da meta de 90%, ficando em apenas 36% do público-alvo, o que corresponde 5,6 milhões de pessoas. A informação é da Agência Brasil.

Segundo a pasta cerca de 10 milhões de pessoas do grupo prioritário pretendido não foram vacinadas nesta segunda fase, que teve como foco povos indígenas, caminhoneiros, motoristas e cobradores de transportes coletivos, trabalhadores portuários, membros das forças de segurança e salvamento; pessoas com doenças crônicas e outras condições clínicas especiais; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Profissionais de transporte coletivo (motoristas e cobradores), caminhoneiros e portuários são os que registraram a menor procura na segunda fase da campanha. Até o último levantamento, apenas 467 mil doses foram aplicadas, quando a estimativa era a de vacinar 2,6 milhões de profissionais.

O Ministério da Saúde informa que motoristas e cobradores, caminhoneiros e portuários devem buscar a vacinação, independente do seu estado ou município de residência, em qualquer serviço público de vacinação, fixo ou móvel, pois transitam em todo o país.

Recursos da ordem de R$ 600 milhões serão transferidos para a assistência social de todos os municípios, a partir desta sexta-feira (8). A transferência do dinheiro é referente aos meses de abril, maio e junho e será feita pelo Ministério da Cidadania, por meio do Fundo Nacional de Assistência Social, e tem por objetivo proteger a população vulnerável, que mais tem sofrido as consequências da pandemia do novo coronavírus (covid-19). A informação é da Agência Brasil.

"Vamos fazer o pagamento de uma parcela que vai englobar três meses, exatamente para dar condições para o Sistema Único de Assistência Social (Suas). É um exército que chamo ‘do bem’, próximo de 200 mil pessoas que estão em cada canto do Brasil, levando não apenas alimento e prevenção, mas carinho, conforto e estímulo para a população enfrentar este momento", disse o ministro Onyx Lorenzoni,

Um segundo repasse será feito em 8 de junho, serão mais R$ 600 milhões, referentes aos meses de julho, agosto e setembro. Com isso, o total destinado para o fortalecimento da assistência social, via cofinanciamento do Suas, chegará a R$ 1,2 bilhão. Os recursos foram garantidos na Medida Provisória nº 953, publicada em 16 de abril, que abriu crédito extraordinário de R$ 2,5 bilhões.

De acordo com o ministério, outra parte dos recursos será destinada para os municípios atuarem em três frentes: aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para as equipes de assistência social; compra de alimentos para as instituições que cuidam de idosos, além de orfanatos; e ações de acolhimento e abrigamento de moradores de rua. O anúncio da aplicação desses recursos foi feito no dia 30 de abril.

"É um volume de R$ 1,03 bilhão para a aquisição. Nós temos hoje 1.686 municípios brasileiros habilitados a receber os recursos. São R$ 159 milhões que estão sendo transferidos a partir de hoje para esses municípios, também no sistema de duas parcelas. Recebe um primeiro volume que permite o atendimento por três meses e, depois, uma segunda parcela em junho, para atender outros três meses", disse Lorenzoni.

O Ministério da Saúde habilitou 116 novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto e pediátrico para o atendimento exclusivo de pacientes com covid-19. As portarias com as habilitações em quatro estados foram publicadas hoje (8) no Diário Oficial da União. A informação é da Agência Brasil.

Foram beneficiados os estados do Amapá (22 leitos), Mato Grosso do Sul (10 leitos), Rio de Janeiro (42 leitos) e Tocantins (42 leitos).

De acordo com a pasta, no total, mais de 3,3 mil leitos de UTI para pacientes com covid-19 em estado grave já foram habilitados em 24 estados e no Distrito Federal. Cada um desses leitos receberá diária de R$ 1,6 mil para custeio, que é o dobro do valor normal de uma diária (R$ 800).

O repasse de recursos em dobro para custear estas internações está garantido, segundo o ministério, pelo prazo de 90 dias, podendo ser estendido enquanto durar a situação de emergência em saúde pública em razão da pandemia do novo coronavírus. O valor total investido já passa de R$ 470 milhões.

‘Barrense Ajuda Barrense’ divulga fala de Juberto Júnior em que ele, em um tom alarmista, afirma que o município pode passar por um “pior cenário” em relação ao avanço do novo coronavírus (Foto: Reprodução Facebook)

Nesta quinta-feira (07), a página no facebook ‘Barrense Ajuda Barrense’ publicou um depoimento de autoria do secretário de Saúde de Barra do Piraí, Juberto Folena Júnior, com uma mensagem bastante preocupante em relação ao avanço do novo coronavírus no município. O secretário de Comunicação de Barra do Piraí, Frank Tavares, confirmou a legitimidade da fala: “Trata-se do pensamento dele refletido”, disse.

Na mensagem, o secretário afirma que a situação da cidade pode chegar, dentro de alguns dias, em um nível fora de controle, devido ao número alto de casos sendo confirmados, e por isso talvez seja necessário um fechamento mais severo dos serviços não essenciais. “Triste. Já estamos no pior cenário, mas só vamos perceber isso de 10 a 15 dias”, afirmou.

O secretário criticou também a irresponsabilidade de uma parcela da população que não cumpriu com as determinações de isolamento social propostas pelo Estado e prefeitura, saindo às ruas sem necessidade de trabalhar ou realizar tarefas inadiáveis. “Nosso gráfico aqui está subindo e podemos pagar um preço alto”, declarou.

O prefeito Mario Esteves participará mais uma vez do programa Fatos RBP, ao vivo a partir das 16h30, na Rádio Barra do Piraí AM em conexão com a RBP FM, onde falará de novas medidas de distanciamento social e comentará os novos casos da Covid-19 em Barra do Piraí.

Rua Ana Nery, 120 - 9º andar
Centro, Barra do Piraí - RJ
CEP 27123-150
Tel.: (24) 2443-1470 (AM)
(24) 2443-1098 (FM)

Boletim Eletrônico

Cadastre-se e fique sabendo da nossa programação em primeira mão!