Domingo, 22 Setembro 2019
previous arrow
next arrow
Slider

É comum, no verão, por conta da temperatura e de um ambiente propício para se proliferarem, o aumento de casos de adultos e, principalmente, crianças que são picadas por animais peçonhentos. Este tipo de acidente ainda é um sério problema no Brasil, tanto pelo número de casos registrados, como pela gravidade apresentada em alguns casos.

Uma das causas do grande aumento de acidentes nos últimos anos no país é o desmatamento, que por destruir o hábitat natural dos animais, faz com que eles “invadam” o ambiente urbano em busca de alimento.

Segundo o Ministério da Saúde, os animais que causam mais acidentes no Brasil são os escorpiões – que representam quase metade dos acidentes –, seguidos pelas cobras, aranhas, lagartas e outros animais.

A equipe de reportagem do Grupo RBP de Comunicação conseguiu, através da Secretaria de Saúde de Barra do Piraí, informações importantes sobre o procedimento que deve ser seguido após um acidente e, também, o que deve ser feito para que um animal peçonhento seja capturado, caso invada uma residência.

A bióloga sanitarista, Irineia Sant’Anna Rosa, diretora de Vigilância em Saúde de Barra do Piraí, afirma que em 2018 o número de acidentes registrados na cidade foi pequeno: apenas três pessoas deram entrada no Polo de Emergência da Santa Casa com picadas de animais peçonhentos e todas elas foram tratadas, medicadas e curadas sem sequelas.

De acordo com a bióloga, reforçado pela diretora do Posto Albert Sabin, Rosi de Assis, o procedimento após um acidente com animal peçonhento é o mesmo para adultos e crianças, com a diferença apenas do hospital de atendimento: os adultos são encaminhados ao Polo de Emergência da Santa Casa e as crianças para o Maria de Nazaré.

Na unidade médica, o paciente é medicado, é detectado o horário aproximadamente em que foi mordido e tem o ferimento limpo com água e sabão. É importantíssimo frisar que não se deve pressionar ou apertar o ferimento, isso apenas piora e aumenta a área de envenenamento podendo causar sequelas graves.

Não há estoque de soros antiofídico, antiescorpiônico e antiaracnídeo em Barra do Piraí, até por conta da quantidade baixa de casos na cidade. Com isso, assim que detectado o envenenamento, uma equipe da Secretaria de Saúde se dirige até o Polo de Referência de Soroterapia mais próximo, ou em Volta Redonda ou em Vassouras, e retorna com a vacina. Mesmo após a vacinação, o paciente precisa ficar internado por um determinado tempo, por conta do efeito neurotóxico do veneno, que pode causar confusão.

Em caso de captura de animal, o indicado é ligar imediatamente para o Corpo de Bombeiros, no 191, ou no telefone (24) 2442-7080. Os agentes são treinados e possuem os equipamentos necessários para a remoção dos bichos. Com a captura do animal, principalmente no caso de cobras, fica mais fácil saber qual o soro deve ser ministrado no paciente.

Uma família moradora do bairro São José das Palmeiras, em Valença, passou por um grande susto na noite de domingo, 16, quando uma criança de três anos de idade se deparou com um filhote de cascavel na cozinha da casa de sua avó, ao ir beber água. Quando a família do garoto Miguel chegou à cozinha, após ouvir os gritos do menino, viu, também, que a gata de um tio dele batia com a pata na cabeça do réptil, que foi recolhido posteriormente com a ajuda de guardas municipais.

A gatinha, uma vira-lata chamada Amy, tem quatro anos e, de acordo com relatos de familiares do menino Miguel em entrevista ao portal G1, já protegeu familiares de outros animais e, frequentemente, traz "presentes", como passarinhos e peixes, fazendo jus ao instinto de caça dos felinos. "Ela também me protegeu de um pit bull que avançou em mim na rua e onde eu vou ela vai atrás. Ela protege mesmo, é uma verdadeira amiga, parece até um cachorro", relata o tio de Miguel e dono de Amy, Ezequiel Bitares da Rosa Rodegheri.

Como proceder ao se deparar com animais peçonhentos
Em caso de encontrar uma cobra ou qualquer outro animal peçonhento em casa, a orientação é, segundo o Instituto Butantan, evitar colocar as mãos neles e só se aproximar para espantá-los, sem machucar, e acionar o Corpo de Bombeiros para que recolha o espécime. 

Com informações do portal G1.

O ouvinte Marcos Camargo Antunes, morador do bairro Oficinas Velhas, em Barra do Piraí, fez contato com a redação do Grupo RBP de Comunicação para expor um problema que teve em relação ao agendamento de um exame na Secretaria de Saúde de Barra do Piraí.

Há um ano e três meses, o ouvinte vem tentando se recuperar de uma trombose venosa profunda. Até hoje, nenhum resultado positivo quanto à cura foi encontrado, mesmo com o atendimento de vários médicos. Um deles, o indicou fazer um exame chamado angiotomografia, com urgência, já que seu problema é grave, com risco de vida inclusive.

Segundo Marcos, o exame particular custa R$ 950 e ele não tem condições de arcar com essa despesa. Logo, ele tentou através da Secretaria de Saúde de Barra do Piraí, agendar esse exame, porém, recebeu a resposta de que ela não pode realiza-lo e nem custeá-lo em outra clínica.

Segundo o Prefeito Mário Esteves, que participou na manhã de hoje (04), do Programa Show da Manhã, sob o comando do radialista Nilton Luís, a saúde de Barra do Piraí sofreu durante muitos anos com a crise, as inúmeras dívidas que só aumentaram e que, hoje, a sua equipe vem tentando restabelecer um serviço de qualidade que possa suprir a necessidade de toda a população barrense. Ele reconhece que há críticas, porém, segundo ele o resultado é positivo. Mesmo com a dificuldade financeira, a sua expectativa é que em breve melhore o atendimento, incluindo a área de exames.

De acordo com o Prefeito, ele conseguiu através de emendas em Brasília, mais R$ 5 mi de reais apenas para poder realizar exames complexos a partir de 2019. Inclusive, ele solicitou ao ouvinte, ao vivo durante a programação da Rádio Barra do Piraí AM, para que ele entrasse em contato através de sua página no facebook, para que pessoalmente ele pudesse saber os motivos do não agendamento de sua angiotomografia.

A Prefeitura Municipal de Barra do Piraí começa a disponibilizar hoje (23) durante todo o dia no distrito de Dorândia o programa “IntegrAção em Saúde”, com um veículo itinerante para atendimentos gratuitos nas áreas de pediatria, ginecologia, odontologia e clínica geral.

A unidade funcionará das 9 às 17h, estacionada próxima à Escola Municipal Marieta Vasconcelos Coutinho Coelho, na Rua das Hortências e permanecerá atendendo a população da área até o dia 30 de novembro.

De acordo com uma postagem em sua página oficial no facebook, a prefeitura explicou que para ser atendido, o morador deve levar um documento de identificação e o cartão do Sistema Único de Saúde (SUS).

Rua Ana Nery, 120 - 9º andar
Centro, Barra do Piraí - RJ
CEP 27123-150
Tel.: (24) 2443-1470 (AM)
(24) 2443-1098 (FM)

Boletim Eletrônico

Cadastre-se e fique sabendo da nossa programação em primeira mão!