Quarta, 15 Julho 2020
previous arrow
next arrow
Slider

Pequim intensificou a realização de testes do novo coronavírus e já aplicou em cerca de um terço da população da capital até agora, disse uma autoridade municipal nesse domingo (28), enquanto os governos tentam controlar um surto decorrente do mercado atacadista em meados de junho. A informação é da Agência Brasil.

Até o meio-dia desse domingo (28), Pequim já havia coletado 8,29 milhões de amostras de pacientes e completado 7,69 milhões de testes, disse Zhang Qiang, funcionário do Comitê Municipal de Pequim, em entrevista coletiva.

"Isso significa que já testamos todas as pessoas que precisam ser testadas. Também estamos implementando triagens em larga escala para certas regiões e populações-chave da cidade e melhoramos nossa capacidade de testagem", disse Zhang, acrescentando que Pequim está recebendo apoio médico de outras províncias.

A capital chinesa registrou seu primeiro caso do surto no mercado de Xinfadi e 311 pessoas na cidade, de mais de 20 milhões de habitantes, testaram positivo para o vírus desde então.

Segundo Zhang, os testes estão sendo realizados em lotes e incluem trabalhadores do mercado de Xinfadi e moradores dos bairros vizinhos. Estudantes, equipe médica da linha de frente e trabalhadores das indústrias de transporte, bancos, supermercados, entregas expressas e salões de beleza também serão testados.

Zhang acrescentou que a capacidade diária de testes de Pequim aumentou para 458 mil por dia.

O governador do Texas, Greg Abbott, disse nessa quinta-feira (25) que está suspendendo temporariamente a reabertura gradual do estado norte-americano devido a um salto recente de infecções e de hospitalizações decorrentes da covid-19. A informação é da Agência Brasil.

"Essa pausa temporária ajudará nosso estado a conter a disseminação até podermos entrar com segurança na próxima fase de reabertura dos negócios", disse Abbott em comunicado.

O Texas, segundo maior estado dos Estados Unidos em população, teve um dos piores surtos nacionais do novo coronavírus, registrando mais de 5 mil novos casos por três dias seguidos e batendo recordes sucessivos de hospitalizações de covid-19 durante 13 dias consecutivos.

A proporção de texanos diagnosticados com o vírus aumentou para 10%, o que o torna um dos poucos estados do país com uma taxa de diagnóstico positivo de dois dígitos.

Abbott disse que os negócios que receberam permissão para abrir, nos termos das fases anteriores, podem continuar funcionando com os níveis de ocupação designados e de acordo com os protocolos de padrões mínimos de saúde estabelecidos previamente.

A primeira morte por covid-19 na Colômbia aconteceu em meados de fevereiro, mais de uma semana antes de o país andino registrar oficialmente seu primeiro caso da doença, anunciou a agência de estatísticas do governo ontem. A informação é da Agência Brasil.

O país relatou o primeiro caso da doença no dia 6 de março, e o que pensava ser sua primeira morte - a de um taxista de 58 anos na cidade de Cartagena - no dia 21 de março.

Dados referentes ao número de mortos, apresentados pelo Departamento Administrativo Nacional de Estatística (Dane), mostram no entanto que a primeira morte de pessoa com suspeita de covid-19 ocorreu no dia 15 de fevereiro, enquanto a primeira morte confirmada aconteceu no dia 26 do mesmo mês.

O país registrou 30 mortes confirmadas pela covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus, e 94 mortes suspeitas no primeiro trimestre, acrescentou o Dane.

Cerca de 40% das mortes por covid-19 no trimestre foram registradas na capital Bogotá, enquanto as províncias de Valle del Cauca e Bolívar apresentaram 23% e 10% dos óbitos, respectivamente.

A província de Antioquia, onde fica a segunda maior cidade do país, Medellín, notificou cerca de 59% das mortes de pessoas com suspeita da doença, segundo o departamento.

Moradores de diversas regiões da grande Lisboa terão de voltar para dentro de casa a partir da semana que vem, enquanto autoridades portuguesas lidam com uma preocupante onda do novo coronavírus nas periferias da cidade, anunciou o governo ontem, de acordo com a Agência Brasil.

Pessoas que vivem em áreas afetadas da capital - que representam um total de 19 regiões que não incluem o centro de Lisboa - poderão deixar suas casas apenas para comprar produtos essenciais, como alimentos e medicamentos, e para se deslocarem ao trabalho.

"A única forma eficiente de controlar a pandemia é ficar em casa sempre que possível, manter o distanciamento social a todo tempo e manter os padrões de proteção e higiene", disse o primeiro-ministro, Antonio Costa, a jornalistas.

A medida estará em vigor de 1º a 14 de julho, quando será revisada, de acordo com documento do governo.

Nas 19 áreas definidas, haverá limite de até cinco pessoas para reuniões, de dez na grande Lisboa e de 20 no resto do país.

O anúncio é feito depois de o governo estabelecer restrições na terça-feira (23), que incluíram uma ordem para que a maioria dos espaços comerciais da região metropolitana da capital, excluindo os restaurantes, seja fechada às 20h todos os dias.

Com 40.415 casos de infecções e 1.549 mortes pelo novo coronavírus, Portugal é considerado caso de sucesso na luta contra doença. O país começou a suspender as medidas de lockdown em 4 de maio.

Rua Ana Nery, 120 - 9º andar
Centro, Barra do Piraí - RJ
CEP 27123-150
Tel.: (24) 2443-1470 (AM)
(24) 2443-1098 (FM)

Boletim Eletrônico

Cadastre-se e fique sabendo da nossa programação em primeira mão!