Domingo, 22 Setembro 2019
previous arrow
next arrow
Slider

O incêndio no Museu Nacional do Rio de Janeiro, ocorrido na noite deste domingo, 02, teve suas chamas controladas apenas às 03 horas da madrugada desta segunda-feira, 03. Entretanto, bombeiros continuavam no local realizando o chamado serviço de rescaldo. As informações são da Agência Brasil. Não foram registrados focos de incêndio na mata próxima ao museu, conforme informações do Corpo de Bombeiros. O trabalho foi acompanhado de perto por funcionários da instituição, que tentavam ajudar. De acordo com a diretora do museu, Cristina Serejo, alguns pesquisadores recuperaram parte de seus acervos e computadores pessoais,. Uma coleção de invertebrados também não foi perdida, pois ficava em um prédio anexo que não foi atingido pelas chamas.

O Museu Nacional do Rio reunia um acervo de mais de 20 milhões de itens dos mais variados temas, coleções de geologia, paleontologia, botânica, zoologia e arqueologia. No local, estava a maior coleção de múmias egípcias das Américas. No local, também estava Luzia, o mais antigo fóssil humano encontrado nas Américas, que remete a 12 mil anos, e representa uma jovem de 20 a 24 anos. No museu, havia ainda o esqueleto do Maxakalisaurus topai, maior dinossauro encontrado no Brasil.

O Estado do Rio de Janeiro deu mais um passo a favor da preservação do meio ambiente. Lei sancionada pelo governador Luiz Fernando Pezão, publicada no Diário Oficial desta sexta-feira (31), proíbe a fabricação e utilização de microesferas de plástico, empregadas por indústrias de cosméticos, higiene pessoal e limpeza na produção de artigos como xampus, pastas de dente e esfoliantes. Feitas de materiais como polietileno e polipropileno, entre outros, essas pequenas partículas costumam ser lançadas em rios ou canais e demoram até 400 anos para se dissolverem.

 

Segundo o texto da nova legislação, a proibição inclui distribuição, venda e armazenagem das microesferas plásticas. As empresas que fabricam o produto terão um ano e meio para se adequarem. A desobediência à lei será punida com multa, apreensão de produtos, suspensão e até interdição da atividade.

Em comemoração ao feriado da independência do Brasil, no próximo dia 05, quarta-feira, a prefeitura realizará uma concentração cívica com participação de escolas municipais, grupos culturais e bandas marciais. O evento marca a abertura da 70ª Exposição Agropecuária, realizada do dia 05 a 09 de setembro. No feriado de independência, sexta-feira (07), será realizado o hasteamento das bandeiras pela manhã, na Praça Pedro Cunha.

No dia 05, a Orquestra Sinfônica Brasileira abrirá o evento com um concerto mais do que especial, apresentando um repertório que vai do clássico (com obras de Beethoven, Mozart, Tchaikovsky, Strauss, entre outros) ao popular – com Aquarela do Brasil, de Ari Barroso, e Garota de Ipanema, de Tom Jobim. E em homenagem ao município, a OSB também irá executar o hino de Barra do Piraí e uma obra de um compositor da cidade (Velhos Pais, de Jota Lugal). Mais tarde, a cantora Gisele Nascimento encerrará a noite com um show gospel; No dia 06, os grupos Boiadeiros e Revelação se apresentam; No dia 07, as atrações serão o grupo Arriba Saia e a cantora Lexa; No dia 08, Chininha e Príncipe cantam seus sucessos; E no dia 09, Ludmilla encerra o evento com um grande show.

A 70ª Exposição Agropecuária de Barra do Piraí terá entrada gratuita, todos os dias.

Estatísticas divulgadas nesta quinta-feira pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) indicam que o índice de linhas pós-pagas compõem 40% do mercado de telefonia móvel no país. As informações são da Agência Brasil. Nos últimos 12 meses, as linhas pós-pagas cresceram 13,47%, fechando o mês de julho com 93,922 milhões de acessos, um crescimento de 0,79% na comparação com junho. As linhas pré-pagas representam 59,99% da base total de linhas móveis, mas apresentaram uma redução de 11,56% nos últimos 12 meses, terminando julho com 140,826 milhões de linhas ativas, uma redução de 18,409 milhões de linhas.

De acordo com a Anatel, apesar do crescimento da base pós-paga, os números gerais confirmam a tendência de queda geral no número de linhas. Em julho, o país registrou 234,75 milhões de linhas em operação redução de 3% na comparação com o mesmo mês do ano passado, fechando o período com 7,26 milhões de linhas a menos.

 

Rua Ana Nery, 120 - 9º andar
Centro, Barra do Piraí - RJ
CEP 27123-150
Tel.: (24) 2443-1470 (AM)
(24) 2443-1098 (FM)

Boletim Eletrônico

Cadastre-se e fique sabendo da nossa programação em primeira mão!