Quarta, 24 Abril 2019
previous arrow
next arrow
Slider

Uma das obras mais importantes do Governo do Estado do Rio, a estrada-parque Paraty-Cunha (RJ-165) é tema de exposição de fotografias e do livro Estrada-Parque: uma construção sustentável, que foi lançado nesta quarta-feira (19/12), no Prédio Anexo do Palácio Guanabara.

O secretário de Turismo, Nilo Félix, representou o governador em exercício, Francisco Dornelles, e garante que o trabalho também irá impactar o turismo do estado. "A estrada-parque Paraty-Cunha hoje é um dos pontos mais importantes para o turismo do país e do estado. Paraty é a quinta cidade do país que mais recebe turistas franceses e ingleses, é uma joia nossa" disse.

O livro reúne o trabalho de 20 professores e pesquisadores da Uerj, que durante nove anos catalogaram as mais diversas espécies de fauna e flora, além de dados arqueológicos da região do Parque Nacional da Serra da Bocaina, localizado na divisa dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. O livro também estará disponível em meio digital (e-book).

"É um trabalho ambiental de excelência, uma grande conquista para o estado", afirmou o diretor da Câmara Metropolitana do Rio de Janeiro, Paulo César Silva Costa. A exposição de fotografias sobre a estrada-parque ocupa o Salão de Vidro do Prédio Anexo do Palácio Guanabara até o dia 26 deste mês.

Finalização dos serviços
Atualmente, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RJ), órgão vinculado à Secretaria de Obras, finaliza os serviços de sinalização e outros ajustes, distribuídos ao longo dos 9,4 quilômetros da rodovia. No total, foram investidos R$ 99 milhões na estrada-parque. Foram executados serviços de drenagem, terraplanagem e pavimentação. O DER-RJ construiu ainda duas pontes, uma no Km 7,8 e outra no Km 8. As obras ainda incluem a construção de seis zoopassagens subterrâneas e aéreas.

Para atender às exigências do Ibama e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Diversidade (ICMBIO), a estrada-parque recebeu no trecho reformado 2,5 milhões de blocos de concreto intertravados, que reduzem a velocidade dos veículos e aumentam a segurança da rodovia. Outras medidas de preservação também foram aplicadas para atender às normas ambientais.

Em janeiro de 2009, a rodovia foi completamente destruída por fortes chuvas e, desde então, o DER-RJ vem atuando na elaboração de um detalhado projeto para reconstruir a rodovia, preservando o meio ambiente e também garantindo a tranquilidade aos moradores e usuários. O Plano Básico Ambiental da estrada foi um trabalho coordenado pela Câmara Metropolitana, com parcerias do DER-RJ, Secretaria de Obras e Uerj.

Um trabalho fundamental para o planejamento dos municípios e regiões, bem como para nortear investimentos e ações de marketing direcionadas para o turismo. Este é o IOT – Inventário da Oferta Turística - lançado, pela Secretaria de Estado de Turismo do Rio de Janeiro/TurisRio, nesta quinta-feira, no Palácio Guanabara, com a presença dos presidentes das entidades de turismo do Rio de Janeiro e secretários municipais dos destinos contemplados pela pesquisa.

O trabalho, que faz parte do Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo (PRODETUR/RJ), contempla 23 cidades das regiões turísticas prioritárias e foi coordenado pela UFF - Universidade Federal Fluminense (UFF). A ampla pesquisa de campo mapeou atrativos turísticos naturais, culturais, históricos, religiosos, infraestrutura, equipamentos e serviços do segmento.

Nilo Sergio Felix, secretário estadual de Turismo do Rio de Janeiro destaca que o Estado nunca havia realizado um trabalho de inventariação tão amplo e completo, inclusive com georreferenciamento.

- O legado entregue hoje para o turismo do Estado merece ser continuado, seja mantendo a sua atualização, como, também, estendendo o trabalho aos demais municípios. O estudo será um balizamento para diversos programas públicos e privados, em função do detalhamento minucioso da oferta turística. O Inventário colabora ainda para a gestão e para as estratégias promocionais dos municípios, contribuindo para o desenvolvimento regional do trade em todo o Estado.

O Secretário lembrou, ainda, que o IOT será importante para a formatação de novos produtos e a consolidação dos já existentes.

- O conhecimento da oferta turística propicia a criação de roteiros temáticos e auxilia os novos investidores. Nos 23 municípios pesquisados foram registrados 5.285 equipamentos e serviços turísticos, 1.122 atrativos naturais e 2.020 culturais, além de 181 eventos programados no calendário dessas localidades. O Inventário será uma fonte de consulta para diagnosticar melhorias necessárias e apontar as potencialidades a serem trabalhadas.

O IOT contemplou os municípios de Angra dos Reis, Araruama, Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Barra do Piraí, Cabo Frio, Cachoeira de Macacu, Casimiro de Abreu, Iguaba Grande, Itatiaia, Mangaratiba, Niterói, Nova Friburgo, Paraty, Petrópolis, Resende, Rio Claro, Rio das Flores, Rio de Janeiro, São Pedro da Aldeia, Teresópolis, Valença e Vassouras.

O professor Carlos Lidízia, coordenador do IOT e do Núcleo de Projetos da Faculdade de Turismo e Hotelaria da UFF, apresentou o conteúdo técnico e disse que participaram da pesquisa 15 docentes, 175 pesquisadores e que o trabalho demorou cinco meses de pesquisa em gabinete e mais quatro em campo.

- Foi um processo extenso. Começamos pela apresentação e sensibilização do IOT aos gestores e trade dos municípios envolvidos. Em seguida foram assinados os termos de compromisso e começamos o levantamento dos dados preliminares. Esse material foi convalidado com o trade regional e, em seguida, foi iniciada a pesquisa de campo. Logo depois o material foi então sistematizado. Nas etapas finais fizemos o georreferenciamento, análises, diagnósticos e a produção dos relatórios.

A ampla pesquisa de campo, coordenada pela UFF, contou com a participação de professores e estudantes da UFF, UFRRJ – Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, CEFET (Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca) de Nova Friburgo, Veiga de Almeida e CEDERJ (Fundação Centro de Ciências e Educação Superior à Distância do Estado do Rio de Janeiro).

As pré-matrículas na rede estadual de ensino para o ano letivo de 2019 cresceram no comparativo com o ano anterior, segundo dados da Secretaria de Educação. As inscrições da 1ª fase terminaram no último dia 4. No total, mais de 234 mil alunos realizaram, pela internet, pré-matrículas. Para esse ano letivo de 2018, foram 227 mil. A lista com os nomes e locais de alocação será divulgada no dia 21 de dezembro, no site Matrícula Fácil (www.matriculafacil.rj.gov.br).

A confirmação da matrícula será realizada entre os dias 3 e 8 de janeiro de 2019, na unidade em que o aluno foi selecionado, conforme a lista publicada no site Matrícula Fácil. A iniciativa é imprescindível para a garantia da vaga.

A 2ª fase da pré-matrícula será entre os dias 15 e 18 de janeiro, também pelo site www.matriculafacil.rj.gov.br. Essa etapa é para os alunos não alocados e os que não confirmaram matrícula, sendo os dias 15 e 16 exclusivos para os estudantes que se inscreveram na 1ª fase, mas não foram alocados. As solicitações de nova matrícula e transferências, em vagas remanescentes, serão realizadas a partir de 30 de janeiro.

 

Documentação necessária

I - Certidão de Nascimento ou Casamento, Identidade ou documento que a substitua e CPF, se possuir;
II - Histórico Escolar ou Declaração do último colégio em que estudou, constando a série para a qual o aluno está habilitado, ficando o original na escola;
III - Carteira de Identidade e CPF do responsável legal, no caso de menor de 18 anos;
IV - Laudo comprobatório de deficiências declaradas (se for o caso), na forma prevista do § 3º, art. 18;
V - Comprovante de residência com o mesmo endereço informado no ato da inscrição da matrícula.

Foi divulgado nessa semana o edital para o primeiro concurso público da Câmara Municipal de Piraí. São 20 vagas disponíveis para os níveis superior, técnico e médio completos para os cargos de contador, procurador jurídico, técnico em informática e oficial legislativo. O salário inicial varia entre R$ 1.256,22 e R$ 3.873,59, para cumprimento de carga horária de 40 horas por semana.

As inscrições começam a partir do dia 17 de dezembro até 20 de janeiro, pela internet. A taxa de inscrição para o nível técnico e médio é de R$ 55 e para nível superior é R$ 75.

A prova objetiva será no dia 17 de março. Serão 40 questões de múltipla escolha. O gabarito preliminar será divulgado no dia seguinte. O resultado final do certame será homologado e publicado no dia 8 de maio.

Rua Ana Nery, 120 - 9º andar
Centro, Barra do Piraí - RJ
CEP 27123-150
Tel.: (24) 2443-1470 (AM)
(24) 2443-1098 (FM)

Boletim Eletrônico

Cadastre-se e fique sabendo da nossa programação em primeira mão!