Sábado, 16 Janeiro 2021
previous arrow
next arrow
Slider

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou nesta quinta-feira (14) o Regulamento da Copa do Brasil de 2021. Na edição deste ano, o mata-mata mais famoso do país teve uma mudança importante no formato de disputa, e terá uma fase a menos. A informação é da Agência Brasil.

Com isso, o grupo de clubes da Libertadores e campeões da Série B, Copa do Nordeste e Copa Verde, que entrava a partir das oitavas de final, agora ingressará na terceira fase do torneio, juntando-se a outras 20 equipes.

Dessa forma, na fase inicial, serão 80 clubes distribuídos em 40 confrontos. Depois, 40 clubes, em 20 confrontos. Na sequência, os 20 clubes ainda vivos no torneio receberão os 12 times classificados através de outras competições (participantes da Libertadores, campeão da Série B, campeão da Copa do Nordeste e campeão da Copa Verde).

Em razão dessa alteração, o número de equipes participantes da Copa do Brasil aumentou de 91 para 92.

Definição de times que entram direto na 3ª fase Com sete brasileiros classificados à Libertadores: 7 clubes classificados para Libertadores, 1 clube campeão da Copa do Nordeste 2020, 1 clube campeão da Copa Verde 2020, 1 clube campeão da Série B 2020 e 2 clubes do Campeonato Brasileiro da Série A de 2020, cuja chamada respeitará a ordem de classificação.

Com oito classificados para Libertadores: 8 clubes classificados para Libertadores, 1 clube campeão da Copa do Nordeste 2020, 1 clube campeão da Copa Verde 2020, 1 clube campeão da Série B 2020 e 1 clube do Campeonato Brasileiro da Série A de 2020, cuja chamada respeitará a ordem de classificação.

Com nove classificados para Libertadores: 9 clubes classificados para Libertadores, 1 clube campeão da Copa do Nordeste 2020, 1 clube campeão da Copa Verde 2020 e 1 clube campeão da Série B 2020.

Nesta terça-feira (12), Yane Marques, bicampeã dos Jogos Pan-Americanos e medalhista de bronze nos Jogos Olímpicos de Londres no Pentatlo Moderno, foi eleita a nova presidente da Comissão de Atletas do Comitê Olímpico do Brasil (COB) para o mandato 2021/2024. A escolha ocorreu de forma virtual, e a pernambucana recebeu 73% dos votos. Diogo Silva, do taekwondo, e Bárbara Seixas, do vôlei de praia, ficaram com 11% cada. Fabiano Peçanha recebeu 60% dos votos para o cargo de vice-presidente. Rodrigão, do vôlei, teve 24%. E Fernanda Nunes, do remo, 16%. A informação é da Agência Brasil.

Além da presidente e do vice, a votação definiu os 23 integrantes que compõem a Comissão de Atletas: Poliana Okimoto (desportos aquáticos), Duda Amorim (handebol), Adriana Aparecida (atletismo), Baby Futuro (rugby), Fernanda Nunes (remo), Iziane Castro (basquete), Bárbara Seixas (vôlei), Isabel Swan (vela), Ana Sátila (canoagem), Diogo Silva (taekwondo), Gustavo Guimarães (desportos aquáticos), Rodrigo Santana (vôlei), Thiagus Petrus (handebol), Lucas Duque (rugby), Francisco Barretto (ginástica), Edson Bindilatti (desportos no gelo), Juan Nogueira (boxe), Arthur Zanetti (ginástica), Emerson Duarte (tiro esportivo), Hortência Marcari (basquete), Jefferson Sabino (atletismo), Clodoaldo do Carmo (atletismo) e Joana Cortez (tênis).

A assembleia ainda teve a posse de Paulo Wanderley Teixeira e Marco Antônio La Porta Júnior, respectivamente como presidente e vice do COB.

O atacante brasileiro Neymar retornou aos treinos nesta segunda-feira (11), com os demais jogadores do Paris Saint-Germain. Embora tenha voltado às atividades físicas, o camisa 10 seguirá em recuperação de uma lesão no tornozelo esquerdo, sofrida no último dia 13.

Pelo Twitter, o clube parisiense publicou uma foto de Neymar com a seguinte mensagem: “Há novidades que dão sorriso”.

Na próxima quarta-feira (13), ainda sem Neymar, o PSG disputa o Troféu dos Campeões (Supercopa Francesa) contra o Olympique de Marseille, no Estádio Bollaert-Delelis, na cidade de Lens, às 17h (horário de Brasília).

O PSG é o vice-líder do Campeonato Francês, com 39 pontos, a apenas um de alcançar o Lyon, primeiro colocado, com 40 pontos. Pelo Instagram, Neymar também postou uma foto com a mensagem "segunda-feira feliz". Foi o primeiro treino dele sob o comando do novo técnico Mauricio Pochetthino.

O presidente Jair Bolsonaro sancionou a Lei nº 14.117, de 8 de janeiro de 2021, que permite alterações em regulamentos de competições esportivas em caso de surtos, epidemias e pandemias que possam oferecer risco à integridade dos atletas. A informação é da Agência Brasil.

Essas alterações de regulamento devem, no entanto, ser aprovadas pelas agremiações participantes. A nova lei altera o Estatuto de Defesa do Torcedor.

Bolsonaro, no entanto, vetou o trecho que possibilitaria a suspensão do pagamento das parcelas do Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro (PROFUT).

"Por implicar em renúncia fiscal sem estimativa de impacto orçamentário-financeiro, foi vetada a proposta de suspensão das parcelas de tributos não pagas", afirmou a presidência da República, em nota.

Esse era o trecho mais discutido e considerado mais importante pelos parlamentares na época da aprovação do projeto. Há a possibilidade do Congresso derrubar os vetos presidenciais, em sessão conjunta. O Congresso voltará do recesso em fevereiro e ficará a cargo do presidente da Casa marcar uma sessão para apreciação de vetos.

Rua Ana Nery, 120 - 9º andar
Centro, Barra do Piraí - RJ
CEP 27123-150
Tel.: (24) 2443-1470 (AM)
(24) 2443-1098 (FM)

Boletim Eletrônico

Cadastre-se e fique sabendo da nossa programação em primeira mão!