Sexta, 10 Julho 2020
previous arrow
next arrow
Slider

A um passo da glória: Barra do Piraí Futsal pode fazer história após 24 anos sem um título regional

Às vésperas da final, jogadores se unem, mesmo com todas as dificuldades e falta de incentivo necessário, para trazer esse importante título para a cidade (Foto: Divulgação) 

Neste sábado (07), às 18 horas, a equipe de futsal de Barra do Piraí terá a difícil missão de conquistar o título da Copa Sul Fluminense de Futsal, no Complexo Esportivo Social de Três Rios, contra a equipe da casa. As duas agremiações chegaram a final da competição após baterem times tradicionais, porém, com um abismo entre elas no quesito ‘investimento’.

Enquanto a equipe da casa, favorita para a grande final, tem apoio público e privado em abundância em sua cidade, com divulgação ampla nas redes sociais, investimento estrutural e, inclusive, ajuda financeira para alguns atletas do elenco, os jogadores de Barra do Piraí vão para a final, segundo apurou nossa reportagem, com um apoio mínimo por parte da prefeitura.

Nosso repórter Felipe Castro foi procurado com um dos diretores de esporte ligados a prefeitura de Barra do Piraí, Anderson Urbano, conhecido como “Pulgão”, que reconheceu que o investimento no esporte na cidade é bem abaixo do necessário, que a prefeitura hoje não tem a capacidade financeira para apoiar mais, mas que ela faz o possível cedendo a quadra municipal, materiais de jogo e treino, alimentação e transporte.

Os atletas não são profissionais, mas estão 100% concentrados para a grande final. Por conta disso, nossa reportagem ouvirá representantes do time e o técnico Alessandro Rocha, apenas ao fim desse importante torneio. Os atletas serão questionados se essas afirmações do diretor condizem com a realidade do time e, na versão deles, qual a maior dificuldade do elenco para se preparem para as competições.

Opinião da reportagem 

Fiz parte da equipe de futsal de Barra do Piraí e sei da dificuldade que comissão técnica e jogadores passam para se prepararem adequadamente para os campeonatos em que representam a cidade. Muitas vezes, os jogadores ouvem que “não jogam nada”, o técnico escuta o coro de “burro” nas arquibancadas, mas por trás disso, estão pessoas que sacrificam o tempo com as famílias para se dedicarem a cidade, sem ganharem nada em troca.

Durante a Copa Rio Sul, que é o torneio mais importante, o apoio costuma aumentar, porém, muito longe de chegar aos pés de investimentos que outras cidades fazem como Piraí, Volta Redonda, Barra Mansa, Paulo de Frontin e Três Rios fazem.

Enquanto nessas cidades, os órgãos públicos dão suporte com uma comissão técnica completa, custos todos pagos e, inclusive, até incentivos financeiros para atletas, Barra do Piraí não prioriza sua equipe de futsal dessa forma. O resultado é refletido nas quadras, com a cidade há 24 anos sem levantar um troféu. Mesmo com esse investimento abaixo do que entendo ser o ideal, esses atletas estão de parabéns pela força de vontade e determinação. Muitos deles vão aos jogos com os próprios veículos, pagando a própria gasolina e se viram como podem para cumprir com suas obrigações.

Que fique bem claro: a equipe de futsal de Barra do Piraí não é profissional e nem tem a obrigação de ser. O que eu expus aqui é a diferença de incentivo entre os órgãos públicos de nossa cidade e de outras para suas equipes. Certo ou errado, cada prefeitura tem sua prioridade, porém é preciso entender que o esporte é sim muito importante e influencia no sucesso de outras áreas como saúde e bem estar. Conversando ao telefone comigo, o próprio diretor Anderson Urbano reconheceu essa falha. Se a direção da prefeitura reconhece que o investimento é baixo, o que falta para mudar essa filosofia? Se for um troféu, neste sábado (07), esses atletas têm a oportunidade de mudar o patamar de Barra do Piraí e deixar um legado para os próximos que virão.

Nesse momento, a um dia da grande decisão, os jogadores estão certos em se concentrarem e não se exporem. Para isso, como ex-atleta do time e repórter do maior grupo de comunicação de Barra do Piraí, eu faço questão de afirmar que eles merecem sim um apoio maior e faço um apelo para a prefeitura, especificamente para o secretário de Esportes de Barra do Piraí, Chico Leite: se aproxime mais desse grupo, apoie não só o futsal, mas todas as modalidades esportivas! Invista nos Jogos Estudantis Municipais, nos interbairros, nos campeonatos da Liga Desportiva, e cobrem também transparência de todos os envolvidos. Eu sei das dificuldades também que a gestão passa e como é difícil investir com essa crise atual que assola o país.

Apesar disso, o resultado virá não só com troféus, mas com a possibilidade de mudar a cabeça de um jovem humilde, das inúmeras comunidades de nossa cidade, que ganhará oportunidades para, através do esporte, mudar de vida.

Esporte muda vidas sim, futebol e seus derivados principalmente. Incentive!

Avante Barra e voltem com a taça!

*Texto e opinião: Felipe Castro, repórter do Grupo RBP de Comunicação e ex-goleiro da equipe de futsal de Barra do Piraí.

Rua Ana Nery, 120 - 9º andar
Centro, Barra do Piraí - RJ
CEP 27123-150
Tel.: (24) 2443-1470 (AM)
(24) 2443-1098 (FM)

Boletim Eletrônico

Cadastre-se e fique sabendo da nossa programação em primeira mão!