Quarta, 20 Março 2019
previous arrow
next arrow
Slider

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) sediou, na tarde desta segunda-feira (11/02), reunião de trabalho para tratar de questões ligadas à tragédia ocorrida no Centro de Treinamento do Flamengo, em Vargem Grande, na última sexta (08/02). A reunião teve como objetivo mobilizar os esforços de diferentes órgãos públicos para viabilizar a construção de soluções para indenização imediata e apoio às famílias dos dez atletas vítimas do incêndio, bem como dos três feridos. Foi anunciada também a realização, na manhã desta terça-feira (12/02), de vistoria técnica no clube, visando à regularização das instalações do Ninho de Urubu, que pode ser parcial ou totalmente interditado.

Participaram da reunião os seguintes representantes dos órgãos que compõem a força-tarefa que tratará dos desdobramentos do caso: o procurador-geral de Justiça, Eduardo Gussem; o defensor público-geral do Estado, Rodrigo Pacheco; o procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho (MPT), Fabio Villela; o secretário de Polícia Civil, delegado Marcus Vinicius Braga; o comandante geral do Corpo de Bombeiros, coronel Roberto Robadey; o assessor especial do governador Wilson Witzel, defensor Arnaldo Goldenberg; o procurador-geral do Município do Rio, Antônio Carlos Sá; e o auditor-fiscal do Trabalho, Alex Bolsas, além do presidente do Flamengo, Luiz Rodolfo Landim, outras autoridades, representantes do clube e membros do MPRJ.

“O principal objetivo deste encontro é estabelecer parâmetros de acolhimento para as famílias dos atletas vítimas deste episódio que, em sua maioria, vivem em condição de vulnerabilidade, e tinham nesses jovens promessas de esteio. As mortes desses meninos, reconhecidos como de talento diferenciado, por certo, causam impacto não só em seus familiares, mas também nas comunidades em que residiam. O presidente do Clube de Regatas do Flamengo reiterou hoje seu compromisso de garantir todo o suporte. E nossas estruturas técnicas, na companhia de representantes de todas as instituições participantes da força-tarefa, farão amanhã ampla vistoria in loco, para verificação de toda a estrutura do Ninho do Urubu”, afirmou Gussem.

O PGJ destacou ainda a postura colaborativa assumida pelo presidente do Flamengo. “Luiz Rodolfo Landim se comprometeu a acolher todas as recomendações técnicas que serão feitas após essa vistoria, visando à adequação do espaço para sua reabertura, em total segurança e com os devidos laudos autorizando seu funcionamento. Essas questões são extremamente importantes, pois sinalizam para as famílias das vítimas, e para o conjunto da sociedade, todo o comprometimento dos órgãos públicos, e do próprio clube, para que o ocorrido seja de fato esclarecido, e que eventos como esse não se repitam”, pontuou.

Eduardo Gussem afirmou que, desde a sexta-feira, estão suspensas atividades de acolhimento e pernoite de atletas no Centro de Treinamento rubro-negro. E que, independentemente do pagamento de indenizações às famílias e dos desdobramentos a partir da vistoria técnica, todas as questões nas esferas cível e criminal serão apuradas.

O presidente do Flamengo falou dos compromissos assumidos. “Estamos na administração há pouco mais de 30 dias. Nosso objetivo é levar conforto às famílias, reduzindo ao máximo sua dor e sofrimento. Para isso, não temos economizado recursos, e arcamos com custos de passagens, diárias de hotel, atendimento hospitalar e psicológico. Conversei pessoalmente com os familiares. Tínhamos a guarda e, portanto, temos a responsabilidade sobre esses jovens. Nossa Justiça é demorada. Por isso, o intuito é indenizar, de forma justa, todas as famílias, e o quanto antes. Não vamos medir esforços e vamos colaborar com as autoridades para esclarecer o que ocorreu e fazer as adequações necessárias, até porque é preciso retomar o trabalho com os jovens, que ali recebem desde a formação educacional ao treinamento técnico, passando pela assistência médica e odontológica”, resumiu Luiz Rodolfo Landim.

Nova reunião está agendada para a manhã da próxima sexta-feira (15/02), na sede do MPRJ e novamente com a participação dos órgãos da força-tarefa e representantes da diretoria do Flamengo, para debate acerca das informações técnicas recolhidas na vistoria da terça-feira (12/02) e repasse das devidas recomendações ao clube.

O governador Wilson Witzel participou, na manhã de sábado, 9, da inauguração da Arena Esportiva Municipal em Volta Redonda. A obra, uma parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura Municipal, tem como objetivo promover a qualidade de vida da população, com foco no incentivo ao esporte na cidade e no Sul Fluminense.

"A Arena é fundamental para o desenvolvimento do esporte na região. É uma arena de qualidade internacional e que vai possibilitar que o secretário Felipe Burnier e o prefeito Samuca tragam competições para cá. E nós, inclusive, vamos estimular as competições interescolares", disse Witzel.

No seu discurso de inauguração, o governador sugeriu que a Arena Esportiva receba o nome de Arthur Vinícius, nascido em Volta Redonda e uma das 10 vítimas do incêndio do CT do Flamengo.

"É uma sugestão minha num momento de dor de todos nós e da família. Esses garotos morreram sonhando e serão sempre lembrados aqui nessa Arena, através do Arthur Vinicius", afirmou o governador.

A inauguração, aberta à população, contou com uma programação especial. Durante o evento foram promovidos treinos abertos de equipes de corrida, apresentação de luta e de capoeira, além de atividades recreativas.

"Estou muito emocionado, esse é um momento especial e, ao mesmo tempo, triste para todos nós. Vamos nos organizar em conjunto para trazer grandes eventos para Volta Redonda", disse o secretário de Esporte e Lazer e Juventude, Felipe Burnier.

Localizada na Avenida Nossa Senhora do Amparo, a Arena Esportiva Municipal passou por obras, recebendo serviços de pintura, implantação de gramados, jardinagem, reparos de tampas, bueiros, banheiros e vestiários, acabamentos e limpeza geral.

O prefeito Samuca Silva destacou a importância da Arena para o esporte da cidade e região. "Volta Redonda conta, agora, com um excelente equipamento público para a formação de futuros atletas, com toda a infraestrutura necessária para o desenvolvimento do esporte olímpico", conclui.

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, e o secretário estadual de Turismo, Otavio Leite, apresentaram na noite desta quinta-feira (24/01) a oficialização da candidatura do Maracanã para sediar a final da Copa Libertadores da América 2020. O pedido foi entregue ao presidente eleito da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Rogério Caboclo, e ao presidente da Confederação Sul Americana de Futebol (Conmebol), Alejandro Domínguez, durante a cerimônia de sorteio da fase de grupos da Copa América, na Cidade das Artes, na Barra da Tijuca.

"Trouxe o requerimento, junto com o nosso secretário de Turismo, para sediar a final da Libertadores em 2020, quando o Maracanã vai comemorar 70 anos. O Rio de Janeiro precisa desses eventos, porque é o que traz o turismo, riqueza, emprego, oportunidade e, por isso, estou muito feliz de estar participando desse sorteio", disse o governador.

O secretário de Turismo disse que o estado vai se preparar para o evento como uma oportunidade histórica para o segmento turístico. "O Rio de Janeiro pelas suas características históricas e culturais é uma espécie de estado síntese do Brasil. Portanto, a final do torneio no Maracanã representará todo o contexto do futebol do país. Sejam quais forem as agremiações, vamos nos preparar para fazer um evento histórico e acolher de braços abertos os turistas", ressaltou Otavio Leite.

O Maracanã já foi sede da final da Copa Libertadores da América em três edições desde quando foi criado o torneio, em 1960. Em 1981, 1998 e 2008 as finais entre Flamengo e Cobreloa, Vasco da Gama e Barcelona e Fluminense e LDU Quito aconteceram no estádio, que também já serviu de palco para outros torneios internacionais de futebol. A disputa é aberta aos campeões dos campeonatos nacionais das federações filiadas à Conmebol.

 

Mais uma vez, a garotada do Volta Redonda comandada pelo técnico Neto Colucci (foto), fez história e despachou na Rua Javari o todo poderoso Atlético Mineiro por 2 a 0, gols de Caio e Markinhos, e com o resultado avança para as quartas-de-final da Copa SP de Futebol Júnior.

Desde o primeiro tempo mostrando ímpeto ofensivo, o Voltaço criou muitas chances de gol, mas não conseguiu abrir o placar. Apenas na segunda etapa, Caio aproveitou o vacilo do goleiro adversário para, de cabeça, colocar a equipe sul-fluminense em vantagem no marcador.

Após sair na frente, os jovens atletas aurinegros mostraram maturidades, se seguraram bem na defesa e mataram o jogo no fim da partida com o camisa 10 Markinhos, jogador que vem sendo decisivo entrando sempre na segunda etapa.

Com a vitória, o Volta Redonda segue fazendo história em sua melhor campanha na principal competição de base do Brasil, e agora espera o vencedor de Vasco da Gama e Coritiba (que jogam logo mais) para saber seu adversário nas quartas.

Foto: Reprodução Sportv

Rua Ana Nery, 120 - 9º andar
Centro, Barra do Piraí - RJ
CEP 27123-150
Tel.: (24) 2443-1470 (AM)
(24) 2443-1098 (FM)

Boletim Eletrônico

Cadastre-se e fique sabendo da nossa programação em primeira mão!