Terça, 22 Outubro 2019
previous arrow
next arrow
Slider

No dia em que cidade comemorou 129 de emancipação, Barra do Piraí venceu nesse domingo (10) por 6 a 2 a equipe de Levy Gasparian, pela primeira rodada da Copa Rio Sul de Futsal.

Os gols de Barra foram marcados por Jhon Jhon (3), Êti, Silas e Álefe (contra). Alan e Thiago descontaram para a equipe derrotada. Com a vitória, Barra do Piraí pula para a liderança do grupo B com 3 pontos. Já Levy Gasparian ocupa a lanterna, ainda sem pontuar. Vassouras e Sapucaia fecham a primeira rodada da chave nessa quarta-feira, às 20h, no Ginásio dos Santos Anjos, em Vassouras. O time que folga na rodada é Três Rios.

Após três derrotas em três amistosos de preparação, a vitória na estreia da competição foi encarada pelo elenco e comissão técnica com alívio e com a certeza de que o trabalho vai render frutos. Barra do Piraí volta à quadra no próximo sábado (16), fora de casa, contra a fortíssima equipe de Três Rios, apontada como uma das favoritas ao título da competição.

Nesta segunda-feira, 25, morreu, aos 72 anos o jornalista Roberto Avallone. Durante a madrugada, ele passou mal, chegou a ser socorrido e levado ao hospital Santa Catarina, em São Paulo, mas não resistiu. Nascido em 22 de fevereiro de 1947, Roberto Francisco Avallone trabalhou no Jornal da Tarde e teve passagens por TV Gazeta, RedeTV! e Bandeirantes, comandando mesas-redondas, e recentemente participava de programas do canal pago SporTV. Ficou conhecido pela irreverência através de bordões como “no pique”, “interrogação” e “exclamação”, que dizia a cada final de frase.Roberto ainda passou por rádios como Jovem Pan, Globo e Bandeirantes, mantendo atualmente também um blog no portal UOL.

Em seu último post, publicado ainda nesta madrugada na Internet,  Avallone abordou a questão da escassez de bons centroavantes no futebol, defendendo que o setor tivesse um treinador específico, como os goleiros têm. Ele cita os casos de Pedro, do Fluminense, voltando de lesão, Roberto Firmino, do Liverpool, que se machucou, e Gabriel Jesus, do Manchester City, que caiu de produção. Ele argumenta que, conforme adotou-se o uso do profissional, o país tornou-se referência em arqueiros, e acredita que um “Mestre” aos candidatos a artilheiro é o mínimo que o futebol atualmente pode oferecer.

“Quando se vê um Borja perder inacreditável série de ‘gols feitos’ ou outro centroavante similar desperdiçar chances claras, logo vem a sentença: ‘o técnico teria de ensinar’. Não é assim: o treinador não tem obrigação de ser o Mestre em todos os fundamentos. Assim como Waldir Joaquim de Moraes. grande goleiro do passado. ajudou aos que estavam iniciando a carreira, só traria benefícios aos candidatos a artilheiros(hoje, estamos mais nesse ítem). se um Zico ensinasse as manhas dos dribles e dos arremates, se um Petkovic ajudasse os canhotos a fazer o que ele fazia. se um Evair desvendasse para os garotos os segredos dos chutes e das cabeçadas”, concluiu

Ainda não foram divulgadas informações sobre velório ou enterro de Roberto Avallone. 

A equipe de futsal de Barra do Piraí, que irá representar a cidade na Copa Rio Sul, que começará em março, fará amanhã (23) seu primeiro amistoso preparatório para a competição contra Valença, no Clube dos Coroados, às 14h, na cidade vizinha.

O técnico barrense Alessandro Rocha, experiente a frente da equipe, está confiante para essa temporada. Com a mudança do regulamento (agora só podem atuar jogadores que votaram na cidade a partir de 2016, pelo menos), o treinador acredita que Barra do Piraí chega forte para a competição por possuir uma base já formada.

Alessandro declarou para a nossa reportagem que o principal objetivo agora é criar um entrosamento entre os atletas nesse primeiro amistoso, contra Valença, e no próximo contra Piraí, também fora de casa e sem data ainda definida.

Nessa temporada, mais uma vez a prefeitura apoiará o elenco com uniformes, transportes, logística e estrutura para os jogos. Ontem à tarde (21), foi recepcionada, no gabinete do prefeito Mario Esteves (foto), a direção da Fundação Dom André Arcoverde (FAA), para a apresentação dos uniformes dos atletas barrenses. A instituição patrocinou as vestimentas, que incluem o jogo de camisas, shorts e meiões, tendo como cores predominantes o branco e o azul, marcas da cidade, além do brasão municipal e a logomarca da FAA.

Barra do Piraí caiu no grupo B da competição, com a forte Três Rios de cabeça de chave, além das tradicionais Vassouras, Sapucaia e Levy Gasparian, todos lutando por duas vagas nas quartas-de-final.

Foto: Divulgação PMBP

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) sediou, na tarde desta segunda-feira (11/02), reunião de trabalho para tratar de questões ligadas à tragédia ocorrida no Centro de Treinamento do Flamengo, em Vargem Grande, na última sexta (08/02). A reunião teve como objetivo mobilizar os esforços de diferentes órgãos públicos para viabilizar a construção de soluções para indenização imediata e apoio às famílias dos dez atletas vítimas do incêndio, bem como dos três feridos. Foi anunciada também a realização, na manhã desta terça-feira (12/02), de vistoria técnica no clube, visando à regularização das instalações do Ninho de Urubu, que pode ser parcial ou totalmente interditado.

Participaram da reunião os seguintes representantes dos órgãos que compõem a força-tarefa que tratará dos desdobramentos do caso: o procurador-geral de Justiça, Eduardo Gussem; o defensor público-geral do Estado, Rodrigo Pacheco; o procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho (MPT), Fabio Villela; o secretário de Polícia Civil, delegado Marcus Vinicius Braga; o comandante geral do Corpo de Bombeiros, coronel Roberto Robadey; o assessor especial do governador Wilson Witzel, defensor Arnaldo Goldenberg; o procurador-geral do Município do Rio, Antônio Carlos Sá; e o auditor-fiscal do Trabalho, Alex Bolsas, além do presidente do Flamengo, Luiz Rodolfo Landim, outras autoridades, representantes do clube e membros do MPRJ.

“O principal objetivo deste encontro é estabelecer parâmetros de acolhimento para as famílias dos atletas vítimas deste episódio que, em sua maioria, vivem em condição de vulnerabilidade, e tinham nesses jovens promessas de esteio. As mortes desses meninos, reconhecidos como de talento diferenciado, por certo, causam impacto não só em seus familiares, mas também nas comunidades em que residiam. O presidente do Clube de Regatas do Flamengo reiterou hoje seu compromisso de garantir todo o suporte. E nossas estruturas técnicas, na companhia de representantes de todas as instituições participantes da força-tarefa, farão amanhã ampla vistoria in loco, para verificação de toda a estrutura do Ninho do Urubu”, afirmou Gussem.

O PGJ destacou ainda a postura colaborativa assumida pelo presidente do Flamengo. “Luiz Rodolfo Landim se comprometeu a acolher todas as recomendações técnicas que serão feitas após essa vistoria, visando à adequação do espaço para sua reabertura, em total segurança e com os devidos laudos autorizando seu funcionamento. Essas questões são extremamente importantes, pois sinalizam para as famílias das vítimas, e para o conjunto da sociedade, todo o comprometimento dos órgãos públicos, e do próprio clube, para que o ocorrido seja de fato esclarecido, e que eventos como esse não se repitam”, pontuou.

Eduardo Gussem afirmou que, desde a sexta-feira, estão suspensas atividades de acolhimento e pernoite de atletas no Centro de Treinamento rubro-negro. E que, independentemente do pagamento de indenizações às famílias e dos desdobramentos a partir da vistoria técnica, todas as questões nas esferas cível e criminal serão apuradas.

O presidente do Flamengo falou dos compromissos assumidos. “Estamos na administração há pouco mais de 30 dias. Nosso objetivo é levar conforto às famílias, reduzindo ao máximo sua dor e sofrimento. Para isso, não temos economizado recursos, e arcamos com custos de passagens, diárias de hotel, atendimento hospitalar e psicológico. Conversei pessoalmente com os familiares. Tínhamos a guarda e, portanto, temos a responsabilidade sobre esses jovens. Nossa Justiça é demorada. Por isso, o intuito é indenizar, de forma justa, todas as famílias, e o quanto antes. Não vamos medir esforços e vamos colaborar com as autoridades para esclarecer o que ocorreu e fazer as adequações necessárias, até porque é preciso retomar o trabalho com os jovens, que ali recebem desde a formação educacional ao treinamento técnico, passando pela assistência médica e odontológica”, resumiu Luiz Rodolfo Landim.

Nova reunião está agendada para a manhã da próxima sexta-feira (15/02), na sede do MPRJ e novamente com a participação dos órgãos da força-tarefa e representantes da diretoria do Flamengo, para debate acerca das informações técnicas recolhidas na vistoria da terça-feira (12/02) e repasse das devidas recomendações ao clube.

Rua Ana Nery, 120 - 9º andar
Centro, Barra do Piraí - RJ
CEP 27123-150
Tel.: (24) 2443-1470 (AM)
(24) 2443-1098 (FM)

Boletim Eletrônico

Cadastre-se e fique sabendo da nossa programação em primeira mão!