Quinta, 22 Abril 2021
previous arrow
next arrow
Slider

O argentino lenda do futebol mundial Diego Maradona terá de ficar hospitalizado por mais tempo após sofrer de "confusão" causada por uma "abstinência" sem explicação que seguiu sua cirurgia cerebral nesta semana, disse seu médico na quinta-feira (5). A informação é da Agência Brasil.

"Todos conhecemos Diego", disse o médico Leopoldo Luque a jornalistas do lado de fora da clínica onde há três dias Maradona passou por uma operação para remover um hematoma subdural, um coágulo de sangue no cérebro.

"Na fase pós-operatória houve episódios de confusão que associamos com a abstinência".

Luque não informou do que seria a abstinência, mas disse que Maradona, ex-craque do Barcelona, Napoli e Boca Juniors, havia no passado combatido o vício de bebida e drogas.

"A ideia é tratá-lo para a abstinência", disse Luque. "Acreditamos que isso é o que precisa ser feito, acreditamos que é o melhor para Diego".

Os comentários do médico vieram horas depois de ele dizer a jornalistas que Maradona, técnico de 60 anos do Gimnasia y Esgrima, teria dito aos médicos que se sentia bem e que poderia receber alta.

Maradona, que venceu a Copa do Mundo com a Argentina em 1986 e é considerado um dos maiores jogadores de todos os tempos, já passou vários períodos hospitalizado ao longo dos anos, muitas vezes por causa de seu estilo de vida extravagante.

Policiais civis cumprem hoje (5) mandados de busca e apreensão contra 13 torcedores do Vasco da Gama suspeitos de envolvimento em uma briga no Aeroporto Internacional Tom Jobim/Galeão, no Rio de Janeiro, na noite de 7 de outubro deste ano. Os alvos da operação são integrantes da torcida organizada Força Jovem do Vasco, segundo a Polícia Civil. A informação é da Agência Brasil.

A briga entre os torcedores aconteceu durante a chegada do time do Vasco ao aeroporto, depois de uma derrota de 3 a 0 para o Bahia, em Salvador, pelo Campeonato Brasileiro. Segundo a Polícia Civil, a operação de hoje busca colher provas da participação do grupo nos crimes de associação criminosa armada, crimes do Estatuto do Torcedor, lesões corporais e outros. Alguns dos investigados já têm passagens pela polícia, inclusive por envolvimento em homicídios de outros torcedores.

O ex-jogador Ronaldinho Gaúcho confirmou no início da tarde deste domingo (25) que testou positivo para o novo coronavírus (covid-19). O anúncio foi feito por meio de um vídeo divulgado no perfil das redes sociais de uma empresa que promoveria um evento com o craque. A informação é da Agência Brasil.

“Estou aqui em BH desde ontem [sábado], vim para participar do evento. Fiz os exames e testei positivo para covid. Estou bem, assintomático, mas vamos ter que deixar o evento para [depois]. Em breve estaremos juntos aí. Grande abraço!”, declarou.

O ex-jogador de Grêmio, PSG (França), Barcelona (Espanha), Milan (Itália), Flamengo, Atlético-MG, seleção brasileira e vários outros clubes seguirá em isolamento social na capital mineira.

Os donos da casa ficaram na frente por duas vezes, mas a equipe de Tite (que completou seu jogo de número 50 no comando da seleção) mostrou poder de reação, empatou e conseguiu a virada com Neymar, que marcou três vezes. A informação é da Agência Brasil.

Vantagem peruana

O Peru abriu o placar logo aos cinco minutos de jogo com um bonito gol. Aquino avançou pela direita, girou e tentou o passe para a área. Marquinhos afastou mal e Carrillo chegou batendo de perna direita, de primeira, no cantinho do goleiro Weverton.

O Brasil tinha dificuldades em sair com velocidade do campo de defesa com a marcação alta da seleção peruana, e não conseguia chegar à área adversária tocando. A primeira grande chance brasileira veio aos 12 minutos, logo depois de Marquinhos deixar o campo, lesionado, para a entrada de Rodrigo Caio. Richarlison aproveitou lançamento longo e ajeitou de cabeça para Roberto Firmino. O camisa 20 finalizou e Gallese salvou o gol.

Aos 22 minutos, a seleção da casa assustou novamente em um chute cruzado de Gonzáles que Weverton defendeu em dois tempos. Três minutos depois, Neymar foi puxado na área e sofreu pênalti. Ele mesmo foi para a cobrança e empatou. O camisa 10 da seleção brasileira chegou a marcar o segundo dele na partida ainda no primeiro tempo, aos 27 minutos, mas a jogada foi anulada por impedimento de Richarlison no início do lance.

Vitória na etapa final

A segunda etapa começou com o Peru melhor. Logo aos cinco minutos, Trauco apareceu na área e chutou cruzado de perna esquerda, obrigando Weverton a fazer grande defesa. Aos 13 minutos, a equipe da casa ficou novamente na frente. Tapia arriscou de fora da área, a bola desviou em Rodrigo Caio e enganou Weverton.

Assim como no primeiro tempo, o Brasil reagiu. Neymar cobrou escanteio pela esquerda, Roberto Firmino desviou na segunda trave e Richarlison completou. O lance foi para análise do VAR (árbitro de vídeo), que demorou quatro minutos para confirmar o gol do Brasil.

A virada veio aos 34 minutos. Neymar dividiu no alto e a bola sobrou para Richarlison. O atacante lança Everton, que invade a área e cruza rasteiro. Neymar foi derrubado na área e o árbitro marcou pênalti. O camisa 10 foi para a cobrança e, com categoria, fez o terceiro do Brasil.

No fim do jogo, o zagueiro Zambrano recebeu cartão vermelho por uma cotovelada no rosto de Richarlison. O Brasil partiu para cima e fez o quarto gol. Éverton passou para Everton Ribeiro, que chutou na saída de Gallese. A bola desviou no goleiro, bateu na trave direita e Neymar apareceu para fazer o terceiro dele no jogo.

Marca de Neymar

Com o triplete da noite desta terça-feira, Neymar atingiu a marca de 64 gols com a camisa da seleção brasileira, de acordo com a Fifa. Ele superou Ronaldo Fenômeno e agora é o segundo jogador com mais gols pelo Brasil em partidas oficiais, atrás apenas de Pelé, que tem 77 gols.

Rua Ana Nery, 120 - 9º andar
Centro, Barra do Piraí - RJ
CEP 27123-150
Tel.: (24) 2443-1470 (AM)
(24) 2443-1098 (FM)

Boletim Eletrônico

Cadastre-se e fique sabendo da nossa programação em primeira mão!