Quarta, 18 Setembro 2019
previous arrow
next arrow
Slider

Ex-governadores Anthony Garotinho e Rosinha são presos; operação investiga fraude em licitação de programa habitacional

Na manhã desta terça-feira, 03, os ex-governadores do estado do Rio de Janeiro, Anthony e Rosinha Garotinho foram presos. O casal e mais três pessoas são suspeitos de superfaturamento em contratos celebrados entre a prefeitura de Campos, cidade da qual Rosinha esteve prefeita por dois mandatos (entre os anos de 2009 e 2016) e pelo qual foi expedido o mandado de prisão, e a construtora Odebrecht. O cumprimento da medida é parte da operação Secretum Domus. Além de Anthony e Rosinha, também são alvos da operação Ângelo Alvarenga Cardoso Gomes, Gabriela Trindade Quintanilha e Sérgio dos Santos Barcelos.

Conforme denúncia, os superfaturamentos teriam ocorrido durante a construção de 10 mil casas pelo programa Morar Feliz, nas fases I e II. A iniciativa nunca foi concluída, e, conforme nota do Ministério Público, a licitação contava com cláusulas extremamente restritivas, o que favoreceria a Odebrecht a vencer o certame. Foi constatado pelo Ministério Público superfaturamento de 29.197.561,07 no Morar Feliz I e de R$ 33.368.648,18 no Morar Feliz II. O valor total das licitações de ambos os programas ultrapassava R$ 1 bilhão.

Durante as investigações, foram ouvidos cinco ex-secretários e atestadas irregularidades como improbidade administrativa, associação criminosa, fraude ao caráter competitivo de licitação e de concorrência, corrupção passiva e caixa dois eleitoral. Foi a quarta prisão de Garotinho e a segunda de Rosinha. 

     

Rua Ana Nery, 120 - 9º andar
Centro, Barra do Piraí - RJ
CEP 27123-150
Tel.: (24) 2443-1470 (AM)
(24) 2443-1098 (FM)

Boletim Eletrônico

Cadastre-se e fique sabendo da nossa programação em primeira mão!