Sábado, 21 Abril 2018

Número de óbitos decorrentes de acidentes em cidades menores é maior que em grandes centros

Engarrafamentos que se estendem por quilômetros, acidentes, buzinas, muitas rotatórias e passarelas.  A descrição retrata, em linhas gerais, o cotidiano de grandes metrópoles. O trânsito caótico nas cidades mais populosas é pauta recorrente na mídia, assunto nas rodas de amigos e não é novidade para ninguém. E nos pequenos municípios? Como é o trânsito?Segundo relatório divulgado mensalmente pelo Portal Segurança no Trânsito, administrado pelo Governo do Estado de São Paulo, o número de óbitos causados por acidentes de trânsito nas pequenas cidades no Estado é alto em comparação (relação de números de habitantes) às cidades mais populosas.

  Cunha, município com menos de 22 mil habitantes, por exemplo, registrou quatro mortes em agosto de 2017, mesmo número de óbitos de Mogi Mirim, que tem quatro vezes mais habitantes, 89 mil. Cunha registra uma morte para cada 5.422 habitantes ao passo que Mogi Mirim e a capital São Paulo – uma das maiores metrópoles do mundo – registram uma morte para cada 22.347 habitantes e para cada 205.194 habitantes, respectivamente.

  Há quase dez anos, dados do Ministério da Saúde já apontavam que a violência no trânsito brasileiro estava se deslocando das maiores cidades para as menores. Conforme o órgão, em 1990 a taxa de mortes no trânsito nos municípios com até 20 mil habitantes correspondia à metade da registrada naqueles com população com mais de 500 mil pessoas - a incidência era de 13 e 26 por 100 mil moradores, respectivamente. Em 2006 o cenário se modificou. Nas grandes cidades, a taxa era de 15,8 mortes por 100 mil habitantes, enquanto, nas pequenas, 19,7.

Exemplo a ser seguido

  Callao é uma cidade portuária no Peru. Localizado na região metropolitana de Lima, a cerca de 15 km da capital do País, o município tem aproximadamente 813 mil habitantes e é considerado referência quando o assunto é segurança no trânsito. Apesar de pequena, em comparação à Lima (com população de quase 10 milhões de pessoas), apostou na tecnologia em favor do trânsito seguro.

  Há uma década Callao estabeleceu um amplo programa - o Programa Preventivo de Seguridad Vial del Callao - em parceria com a prefeitura e a polícia. A iniciativa envolve ações de engenharia - com a implantação de diversas tecnologias de gestão e fiscalização de trânsito - e de educação. Em poucos meses, os resultados já eram visíveis e os acidentes reduziram 74%. 

  Mais de mil instituições de ensino foram assistidas e cerca de 240 mil adultos e crianças já participaram das atividades promovidas, como oficinas e peças teatrais com foco em educação no trânsito.

Rua Ana Nery, 120 - 9º andar
Centro, Barra do Piraí - RJ
CEP 27123-150
Tel.: (24) 2443-1470 (AM) / (24) 2443-1098 (FM)

Boletim Eletrônico

Cadastre-se e fique sabendo da nossa programação em primeira mão!