Segunda, 03 Agosto 2020
previous arrow
next arrow
Slider

Nesta quarta-feira, policiais do Destacamento de Policiamento Ostensivo (DPO) de Arrozal, distrito de Piraí, prenderam dois suspeitos por tráfico de drogas enquanto investigavam um roubo de um veículo ocorrido em Volta Redonda. A ocorrência foi registrada na RJ-141, que liga Piraí a Pinheiral. Segundo informações dos agentes, o carro de passeio foi encontrado e o dono conseguiu recuperar; entretanto, estava sem o kit gás e a bateria. 

Após a conclusão destecaso, dois suspeitos a bordo de um carro receberam ordem para parar, não pararam e capotaram pouco depois. Porém, nada sofreram. No carro, foi encontrado um pedaço de maconha, que um dos dois dise que comprou em Volta Redonda para revender no bairro Varjão. Ambos foram levados à delegacia de Piraí, indiciados por tráfico de drogas, e o veículo em que os dois estavam foi entregue a parentes de um dos suspeitos. 

Nesta quinta-feira, a Polícia Civil e o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, com o apoio dos respectivos órgãos do estado de São Paulo, realizam operação que investiga roubo de combustíveis em ambos os estados. Serão cumpridos cinco mandados de prisão e 14 de busca e apreensão contra suspeitos de tirar ilegalmente Petróleo dos dutos da Transpetro, em investigação que já dura cerca de um ano.  

A Polícia Federal de Volta Redonda está, neste momento, na Metalúrgica Barra do Piraí e na residência do empresário Ronald de Carvalho, no Centro,  juntamente com agentes da capital.

A assessoria da PF ainda não divulgou o objetivo da operação. As imagens chegaram via whatsapp do GRUPO RBP DE COMUNICAÇÃO (24) 99833 6763.

Em breve, mais detalhes.

PF 2

ATUALIZAÇÃO 11h

Nossa equipe de reportagem conversou com o Dr René, responsável jurídico da Metalúrgica de Barra do Piraí, que confirmou que a Polícia Federal esteve sim na empresa, porém, apenas para uma averiguação. Segundo René, nenhum mandado de prisão foi expedido, apenas de busca e apreensão. Foram recolhidos HD’s de computadores e documentos relacionados à empresa. De acordo com o advogado, a MBP não deve nada, não fez nada de errado, ganhou todos os processos anteriores e está colaborando com a justiça, inclusive, abrindo as portas de forma cordial para a averiguação da PF.

ATUALIZAÇÃO 11h25

Falamos também com a assessoria da Polícia Federal, do Rio de Janeiro, mais exatamente com a Superintendência Regional, que ainda não divulgou detalhes sobre a operação, apenas que o boletim oficial será enviado, em breve, através de um release via email. 

ATUALIZAÇÃO 11h50

Segundo o site do O Globo, o empresário Ronald de Carvalho — acusado de receber propina no fornecimento dos contêineres para a instalação das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) — foi preso, na manhã desta quinta-feira (02), pela Polícia Federal. Ele foi detido quando estava na Metalúrgica Barra do Piraí, por agentes do Rio e também da delegacia da PF de Volta Redonda.

De acordo com informações passadas por um policial de Volta Redonda, Ronald está seguindo para a Superintendência da PF no Rio neste momento.

ATUALIZAÇÃO 14h50

De acordo com informações passadas por um policial de Volta Redonda ao site 'O Globo', Ronald foi detido e encaminhado para a Superintendência da PF no Rio nesta manhã (02).

A informação da prisão de Ronald vai contra a declaração do advogado Dr. René, do setor jurídico da MBP, que afirmou a nossa reportagem que foi expedido, apenas, mandado de busca e apreensão na empresa. Segundo o advogado, nenhum mandado de prisão foi expedido, apenas foram recolhidos HD’s de computadores e documentos relacionados à empresa. De acordo com o advogado, a MBP não deve nada, não fez nada de errado, ganhou todos os processos anteriores e está colaborando com a justiça, inclusive, abrindo as portas de forma cordial para a averiguação da PF.

ATUALIZAÇÃO 15h20

O site ‘O Globo’ retificou às 14h47 de hoje (02) a informação da prisão de Ronald de Carvalho. A Policia Federal confirmou que foi expedido apenas um mandado de busca e apreensão na metalúrgica do empresário, acusado de receber propina no fornecimento dos contêineres para a instalação das Unidades de Pronto Atendimento, durante o governo de Sérgio Cabral.

Na atualização das 11h, o Grupo RBP de Comunicação adiantou a informação vinda do Dr René, responsável jurídico da Metalúrgica de Barra do Piraí, que confirmou que a Polícia Federal esteve sim na empresa, porém, apenas para uma averiguação. Segundo René, nenhum mandado de prisão foi expedido, apenas de busca e apreensão. Foram recolhidos HD’s de computadores e documentos relacionados à empresa. De acordo com o advogado, a MBP não deve nada, não fez nada de errado, ganhou todos os processos anteriores e está colaborando com a justiça, inclusive, abrindo as portas de forma cordial para a averiguação da PF.

xronaldcarvalho.png.pagespeed.ic.oEWmnf5gdR

Foto: Reprodução 'O Globo'

Nesta segunda-feira, 30, policiais militares apreenderam farta quantidade de drogas em uma residência localizada no bairro Paraíso, em Resende, após receberem denúncias. O suspeito de ser o dono dos entropecentes, que seria um rapaz de 20 anos, não foi localizado pelos policiais, mas, conforme relatos, policiais entraram na casa autorizados por sua mãe. 1260 pinos de cocaína, 80 pedaços de maconha, 235 pedras de crack e uma bolsa contendo um pó branco não identificado foram apreendidos na ação, além de material para embalar drogas. 

Rua Ana Nery, 120 - 9º andar
Centro, Barra do Piraí - RJ
CEP 27123-150
Tel.: (24) 2443-1470 (AM)
(24) 2443-1098 (FM)

Boletim Eletrônico

Cadastre-se e fique sabendo da nossa programação em primeira mão!