Sábado, 16 Fevereiro 2019
previous arrow
next arrow
Slider

Ontem pela manhã (31), a Polícia Militar prendeu um suspeito de tráfico de drogas no bairro Roseira, em Barra do Piraí. Marcelo da Silva Carneiro, de 29 anos, foi flagrado com 65 sacolés de cocaína e 14 trouxinhas de maconha na Rua Maria Rosa de Souza.

De acordo com os agentes, o material apreendido totalizava 49,4 gramas de entorpecentes. Após denúncia anônima, uma equipe com seis policiais militares foi até o local onde havia a suspeita de tráfico de drogas e flagrou o suspeito em posse dos entorpecentes.

Ele e mais uma testemunha, que supostamente seria um usuário, foram encaminhados para a 88ª Delegacia de Policia Civil de Barra do Piraí, no Matadouro, mas apenas Marcelo foi preso e responderá por tráfico de drogas.

Foto: Divulgação PM

 

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva do Núcleo de Barra do Piraí, ajuizou ação civil pública por improbidade administrativa, com pedido de ressarcimento dos danos ao erário público, contra Aderly Valente Da Silva Júnior e Carlos Augusto De Castro Laranja, dois ex-presidentes da Câmara dos Vereadores de Rio das Flores. As investigações, que tiveram início a partir de notícias de compras de cestas natalinas superfaturadas pela Casa Legislativa, identificaram a realização de contratos irregulares, destinados à compra de alimentos e materiais de limpeza superfaturados para a Câmara, em que praticamente todos os produtos foram fornecidos pelo mesmo empresário individual contratado – Henrique Santos França ME – ou por sua empresa, a J R França ME.

 

Tais compras ocorreram entre março de 2013 a março de 2015, período em que ambos os denunciados desempenharam a função de presidente da Câmara. Elas foram efetuadas de forma fracionada, de modo a burlar a legislação. Foi possível identificar, por exemplo, que Aderly Valente dividiu a compra das cestas natalinas, que totalizaram o valor de R$13.315,69, em dois procedimentos distintos: um de R$ 7.707,83, para a aquisição de 19 unidades, e outro no valor de R$ 5.607,86, para a aquisição de outras nove. Dessa forma, cada negociação alcançou valor menor que R$ 8 mil, o que pela Lei de Licitações torna possível a contratação direta, sem a realização de certame. Além da manobra do presidente da Câmara, procedendo ao fracionamento da compra para dispensar a obrigatoriedade da licitação, ainda foi constatado o superfaturamento dos gêneros alimentícios e materiais de limpeza adquiridos.

 

“No curso das investigações, o Grupo de Apoio Técnico Especializado (GATE/MPRJ), produziu laudo em que foi identificado o superfaturamento de quase 15% de sobrepreço no valor dos produtos adquiridos de um mesmo fornecedor, o que caracteriza enriquecimento ilícito e manifesta lesão aos cofres públicos. Ficou demonstrando que a prática ilícita era reiterada. Diante das provas, além de ajuizar a referida ACP, foi dada ciência à Promotoria com atribuição criminal para a adoção das medidas nesta seara”, afirma a promotora Renata Christino Cossatis, autora da ação.

Ontem à noite (29), após um tiroteio com a Polícia Militar, dois homens morreram na Servidão Marapim, no Morro da Conquista, no bairro Santo Agostinho, em Volta Redonda. Segundo os policiais, a troca de tiros aconteceu assim que eles chegaram ao local, indicados por denúncia anônima, que supostamente seria ponto de venda de drogas.

Os PMs foram recebidos a tiros por dois homens e revidaram. Após intenso tiroteio, Lucas Amora da Silva, de 24 anos, morreu na hora e o outro suspeito, não identificado, morreu a caminho do hospital São João Batista. Nenhum policial ficou ferido.

Segundo o boletim de ocorrência, foram apreendidos com os suspeitos, uma pistola calibre 40, três carregadores, dois coldres e munições, além de três frascos de loló, sete capsulas de cocaína e uma mochila.

Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal de Três Poços, onde o segundo permanece sem identificação. O caso foi registrado na 93ª Delegacia de Polícia Civil de Volta Redonda.

Foto: Divulgação PM

Ontem (29) cinco pessoas foram encaminhadas à 88ª Delegacia de Polícia Civil de Barra do Piraí por posse e uso de drogas. Os flagrantes foram feitos no distrito da Califórnia e no bairro Matadouro, em Barra do Piraí.

Segundo a Polícia Militar, o primeiro caso foi registrado pela manhã, na Rua Cinco, no distrito da Califórnia. Um homem de 26 foi flagrado com dois pinos de cocaína. No começo da noite, no mesmo local, um homem de 30 anos foi abordado com duas pedras de crack. No Matadouro, à noite, três jovens com idades entre 19 e 21 anos foram flagrados com três tabletes de maconha.

Em todos os casos, os envolvidos foram liberados após assinarem um termo circunstanciado na sede da 88ª DP de Barra do Piraí, localizada no Matadouro.

Rua Ana Nery, 120 - 9º andar
Centro, Barra do Piraí - RJ
CEP 27123-150
Tel.: (24) 2443-1470 (AM)
(24) 2443-1098 (FM)

Boletim Eletrônico

Cadastre-se e fique sabendo da nossa programação em primeira mão!