Quarta, 18 Setembro 2019
previous arrow
next arrow
Slider

Um casal foi preso em flagrante com 112 tabletes de maconha na BR-393, no Belvedere, e outro homem, destinatário dos entorpecentes, foi detido em Vassouras (Foto: Divulgação PRF)

Na tarde desta quarta-feira (14), dois homens e uma mulher foram presos por suspeita de tráfico de drogas em Barra do Piraí e Vassouras. Ao todo, 112 tabletes de maconha foram apreendidos na operação da PRF.

Segundo os policiais que participaram da ação, as primeiras prisões ocorreram durante uma fiscalização de rotina na BR-393 (Rodovia Lúcio Meira) na altura do bairro Belvedere, em Barra do Piraí. O suspeito, de 25 anos, estava em uma moto com uma passageira, de 46, proprietária do veículo. O condutor estava sem habilitação.

Durante a revista do casal, a mulher deixou cair duas bolsas por debaixo de sua camisa, por um descuido, contendo 112 tabletes de maconha. O rapaz declarou que a droga seria para consumo próprio, porém, foi descoberto que ela seria entregue em Vassouras, onde o homem que a receberia também foi preso.

O trio foi encaminhado para a 88ª Delegacia de Polícia Civil de Barra do Piraí, onde permanece preso à disposição da justiça, o veículo foi multado e retido no pátio da PRF.

Elias José de Souza, de 18 anos, e um adolescente de 17 anos, foram presos em flagrante com 65 papelotes da droga (Foto: Divulgação 10º BPM)

Na tarde desta segunda-feira (12), duas pessoas foram presas por suspeita de tráfico de drogas no bairro Caixa D’água. Segundo o boletim de ocorrência, Elias José de Souza, de 18 anos, e um adolescente de 17 anos, foram presos em flagrante na Rua Antônio Felix Pinheiro, em frente ao Horto Florestal.

De acordo com os agentes que participaram da ação, a dupla foi avistada em atitude suspeita durante uma ronda de policiais militares pela localidade. Após abordagem, com eles foram encontrados 65 papelotes de cocaína (um total de 26 gramas), R$ 55 em espécie e dois aparelhos celulares.

Todo o material foi apreendido pela PM e a dupla foi encaminhada para a 88ª Delegacia de Polícia Civil de Barra do Piraí, aonde permaneceu presa a espera de julgamento. Eles responderão por tráfico de drogas e o menor de idade será transferido para um espaço especializado em detenção de menores infratores.

Laci Mendonça, dono da rede Joalheria Mendonça, foi preso suspeito de participar de organização que fraudava contas bancárias (Foto: Divulgação)

A Polícia Civil e Ministério Público, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO/MPRJ) e da Promotoria de Investigação Penal de Barra Mansa, deflagraram no início da manhã desta terça-feira (13), a terceira fase da Operação Open Door.  A intenção foi cumprir mandado de prisão contra três envolvidos em organização que fraudava contas bancárias.

Entre os suspeitos está o empresário Laci Mendonça, dono da rede de Joalheria Mendonça, detido nesta manhã, em Volta Redonda. Ele é apontado como responsável pela lavagem de dinheiro da organização criminosa. O delegado titular da 90ª DP (Barra Mansa), Ronaldo Aparecido de Brito comandou a investida policial.

Durante a Operação Open Door foram denunciados ainda, o ‘hacker’ Washington José Felício – preso na segunda fase da operação, em setembro de 2018 –; Rodrigo Antônio Moreira, que também está  preso, além de  Laci Mendonça, detido nesta manhã.

–  Os outros  mandados serão cumpridos  no sistema prisional, onde já estão detidos o hacker Washington José e Rodrigo Antônio –  explicou o delegado.

De acordo com a denúncia, os três e demais suspeitos ainda não identificados, constituíram, integraram e promoveram organização criminosa, caracterizada pela divisão de tarefas. Os mandados foram expedidos pela 2a Vara Criminal de Barra Mansa. A quadrilha de hackers age não apenas na região, mas em outros 17 estados do país.

Dinheiro

A primeira fase da Operação Open Doors foi realizada em agosto de 2017. As investigações apuraram que ‘hackers’ exercem papel central e determinante na organização. Burlam a segurança bancária e conseguem acesso aos dados dos titulares das contas lesadas. Com isso se apropriam de senhas, CPF, nº de agência e conta, nome completo do titular. Com essas informações, eles solicitam aos ‘cabeças’ que lhes forneçam contas de ‘laranjas’ para que possam direcionar o dinheiro subtraído das vítimas.

Primeira fase 

Deflagrada em agosto de 2017 e mobilizando 200 agentes da Polícia Civil e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público Estadual, a Operação Open Door cumpriu, inicialmente, 33 mandados de prisão e 50 de busca e apreensão contra integrantes de uma quadrilha que desviou mais de R$ 2 milhões de contas bancárias de vítimas em apenas oito meses. Ao total, 28 pessoas foram presas - 27 em Volta Redonda e Barra Mansa e uma prisão no Rio de Janeiro.

Dois meses depois, em um desdobramento da primeira fase da operação Open Door, agentes da Polícia Civil e Gaeco prenderam três suspeitos de envolvimento com a quadrilha de hackers da região Sul Fluminense: Glaucio Lopes de Araújo, o “Gatão”, de Barra do Piraí; Marcelo Henrique de Melo Gonçalves, o “Celão”, de Barra Mansa; e Raphaela Stephanie Pereira dos Reis, de Volta Redonda, foram acusados de tentarem obstruir as investigações.

Os 32 papelotes da droga foram encontrados após denúncia anônima. Um suspeito foi ouvido e liberado (Foto: Divulgação 10º BPM)

Policiais militares do 10º BPM apreenderam no começo da noite desse domingo (11) um total de 8,2 gramas de entorpecentes durante uma ronda realizada no bairro Roseira, em Barra do Piraí. Segundo o boletim de ocorrência, a apreensão foi realizada na Rua Sebastião Gomes.

De acordo com os agentes, um indivíduo foi revistado após atitude suspeita. Com ele, um papelote de cocaína foi encontrado e, após denúncia, mais 31 papelotes da mesma droga foram achados próximos a um local indicado por testemunhas.

O suspeito foi encaminhado para a 88ª Delegacia de Polícia Civil de Barra do Piraí, onde prestou depoimento e foi liberado para responder processo em liberdade, e as drogas foram apreendidas.

Rua Ana Nery, 120 - 9º andar
Centro, Barra do Piraí - RJ
CEP 27123-150
Tel.: (24) 2443-1470 (AM)
(24) 2443-1098 (FM)

Boletim Eletrônico

Cadastre-se e fique sabendo da nossa programação em primeira mão!