Quinta, 27 Janeiro 2022

Policial - Homicídios dolosos caem 30% em novembro e chegam a menor patamar em 30 anos no Estado do Rio

Os homicídios dolosos caíram 30% em novembro de 2021 na comparação com o mesmo mês de 2020 no estado do Rio de Janeiro. No acumulado do ano, a redução foi de 8%. Estes foram os menores valores para novembro e para onze meses desde o início da série histórica do Instituto de Segurança Pública (ISP), em 1991. O estado registrou ainda uma queda de 28% em novembro no indicador crimes violentos letais intencionais, que engloba homicídio doloso, lesão corporal seguida de morte e latrocínio. No acumulado anual, a retração foi de 7%. O indicador teve o menor valor para o mês e para o período desde 1999.


"Os números positivos refletem a prioridade desta gestão na segurança pública, com investimento em recursos humanos e materiais nas nossas polícias. Neste ano, aplicamos R$ 150 milhões na Polícia Civil e R$ 159 milhões na Polícia Militar. Foram recursos usados, por exemplo, para a compra de câmeras termográficas, coletes, fuzis, viaturas e do software israelense Cellebrite Premium, utilizado na perícia de dispositivos eletrônicos. Além disso, abrimos 1.500 vagas na PM e 400 na Polícia Civil. Após a implementação das câmeras operacionais portáteis, que licitamos também neste ano, a segurança e a transparência das operações irão aumentar. A tendência é que os resultados continuem evidentes", afirma o governador Cláudio Castro.

Crimes contra patrimônio

Os roubos de veículo caíram 22% em novembro deste ano contra 2020. A queda foi de 7% no acumulado do ano. Este foi o menor valor para o mês e para o período desde 2012. Já os roubos de rua caíram 19% em novembro e 7% nos onze meses. O indicador também alcançou os menores patamares desde 2012. Os roubos de carga caíram 9% no acumulado anual, chegando ao menor valor desde 2013.

A diretora-presidente do ISP, Marcela Ortiz, explica que o ano de 2021 vem confirmando a tendência do estado de reduzir a ocorrência de crimes contra a vida.

"Desde 2018, o estado do Rio vem registrando quedas consecutivas nos homicídios dolosos e temos quase sempre batido o menor valor da nossa série histórica. Acreditamos que isso não é acaso, mas sim fruto de um trabalho contínuo da área da segurança pública. Temos um destaque positivo também nos crimes contra o patrimônio, que vêm caindo mesmo no comparativo com o ano passado, quando o isolamento social ajudou a reduzir os valores dos roubos de rua e veículo", diz.

Prisões e apreensões

As polícias Militar e Civil apreenderam 28% a mais de fuzis de janeiro a novembro deste ano na comparação com 2020. No total, mais de um fuzil foi retirado das ruas por dia. No geral, as apreensões de armamentos subiram 8% no acumulado do ano e 7% no mês de novembro. Os agentes foram ainda responsáveis por mais de 60 apreensões de drogas por dia em 2021, um aumento de 5% no comparativo com os onze meses do ano passado.

As prisões em flagrante cresceram 9% nos onze primeiros meses deste ano, chegando ao total de mais de 90 prisões por dia no estado.

Principais indicadores:

  • Homicídio doloso: 3.008 vítimas nos onze primeiros meses de 2021 e 228 em novembro - estes foram os menores valores para o mês e para o acumulado do ano desde 1991. Na comparação com 2020, o crime registrou redução de 8% em relação ao acumulado do ano e de 30% em relação a novembro de 2020.
  • Crimes violentos letais intencionais (homicídio doloso, roubo seguido de morte e lesão corporal seguida de morte): 3.149 vítimas nos onze primeiros meses de 2021 e 242 em novembro. Este foi o menor valor para o mês desde 1999. Na comparação com 2020, o indicador registrou redução de 7% em relação ao acumulado do ano e de 28% em relação a novembro de 2020.
  • Roubo de carga: 4.111 casos nos primeiros onze meses de 2021 e 360 em novembro - estes foram os menores valores para o mês e para o acumulado do ano desde 2013. Na comparação com 2020, o indicador registrou redução de 9% em relação ao acumulado do ano - chegando ao menor valor desde 2013 - e um crescimento 9% em relação a novembro de 2020.
  • Roubo de rua (roubo a transeunte, roubo de aparelho celular e roubo em coletivo): 61.698 casos nos onze primeiros meses de 2021 e 4.685 em novembro - estes foram os menores valores para o mês e para o acumulado do ano desde 2012. Na comparação com 2020, o indicador registrou redução de 7% em relação ao acumulado do ano e de 19% em relação a novembro de 2020, chegando aos menores valores desde 2012.
  • Roubo de veículo: 22.622 casos nos onze primeiros meses de 2021 e 1.615 em novembro. Na comparação com 2020, o indicador registrou redução de 2% em relação ao acumulado do ano e de 22% em relação a novembro de 2020, chegando aos menores valores desde 2012.
  • Prisão em flagrante: 31.065 prisões efetuadas nos onze primeiros meses de 2021 e 2.710 em outubro. Na comparação com 2020, o indicador registrou aumento de 9% em relação ao acumulado do ano e de 3% em relação a novembro de 2020.
  • Armas apreendidas: 6.406 apreensões nos onze primeiros meses de 2021 e 515 em novembro. Na comparação com 2020, o indicador registrou aumento de 8% em relação ao acumulado do ano e de 7% em relação a novembro de 2020.



Os dados divulgados pelo Instituto de Segurança Pública (ISP) são referentes aos registros de ocorrência lavrados nas delegacias de Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro no mês de novembro.

Rua Ana Nery, 120 - 9º andar
Centro, Barra do Piraí - RJ
CEP 27123-150
Tel.: (24) 2443-1470 (AM)
(24) 2443-1098 (FM)

Boletim Eletrônico

Cadastre-se e fique sabendo da nossa programação em primeira mão!